Viciado em Pornografia – Pecados Secretos

Minha avó dizia: “Nem tanto, nem tão pouco…” e creio que nesta simples frase está a medida da vida. É claro que uma pitadinha de putaria não faz mal a ninguém, mas tudo o que se torna incontrolável, vira compulsão, doença e exige tratamento. Esta notícia que li no Blue Bus (segue abaixo) me fez parar e pensar na alegria que trará aos porno-viciados de plantão.

Mercado pornô dos EUA aguarda inicio das vendas do iPhone 3G

O mercado de pornografia nos EUA está na expectativa pelo inicio das vendas do iPhone 3G em julho, diz noticia da revista Time. A velocidade de navegaçao, a facilidade de uso e a tela ampla e sensivel ao toque sao alguns dos atrativos que o aparelho oferece aos produtores de conteudo ‘adulto’, especialmente aos que vendem clipes pornô. Um dos indicadores do interesse e da expectativa, diz a materia, é o aumento da popularidade do termo ‘iPhone Porn’ nas buscas na web – uma informaçao que o Google Trends revela veja o grafico abaixo. Outro fator que favorece o iPhone junto ao mercado pornô – o browser Safari existente no celular da Apple simplificou o acesso movel e acelerou o processo de adaptaçao dos sites pornograficos para versoes mobile. Com isso, segundo a AVN Media Network, entidade que representa o mercado de pornografia nos EUA, existem atualmente algumas centenas de sites ‘adultos’ para iPhone.

Fonte: Blue Bus

Agora sim, a pornografia virtual não terá mais limites, fronteiras. Siriricas e bronhas serão homenagens reais a estrelas virtuais, do porno-cyber-espaço em qualquer local. Da necessária – e solitária – rapidinha no acostamento da estrada, antes de chegar em casa e deparar-se com a linda realidade do lar, doce lar. À fuga estratégica da reunião chata simulando alguma necessidade biológica, o que não deixa de ser verdade.

Não ouso dizer que o vício em pornografia seja um mal moderno. Que o diga a infinidade de cards de pornô vintage que são acessíveis em um monte de sites por aí. Quem nunca ouviu falar de Carlos Zéfiro, ou mesmo o antigo FORUM da Revista Ele Ela? Hoje temos a internet, a democratização da pornografia, mas a verdade é que mudam os tempos, mudam as mídias, mas quem gosta de ver putaria sempre vai arranjar um jeitinho especial de ter acesso.

Estava há pouco comentando com o Administrador Secreto que esta atitude, de quase compulsão sexual diante da pornografia disponível na net em homens adultos, me parece algo adolescente. Dia desses, vi um depoimento de um cara na TV onde ele afirmou com todas as letras que esta compulsão o levou a perder dois casamentos. Que mané! Questionada por ele sobre o por que da comparação, afinal isso é um desvio de comportamento, uma compulsão sexual, respondi que o adolescente tem direito a ser compulsivo, pois desconhece, vive na teoria, a vida o levará à prática. Adultos, em tese, podem fazer de suas vidas o que quiserem, deveriam partir para a prática, a realização do seu lado B. No entanto, contentam-se em levar uma vida aparentemente normal e uma outra virtualmente pervertida. Sem nenhuma prática, só fantasia.

Volto à minha avó e sua sábia medida das coisas, “nem tanto e nem tão pouco…” Tão simples e tão complicado para alguns.