Arquivo da tag: dildos

thrill-hammer

5 Dicas de Brinquedos Eróticos de Luxo

Toda vez que penso em brinquedos eróticos de luxo, lembro do vibro que a Lucília Diniz deu pra Hebe em seu aniversário de 80 anos e que foi descaradamente surrupiado durante a festa (dizem que era cravejado de cristais Swaroski). Assunto que já foi até comentado em uma de nossas Sex drops. Não sei o que era mais bizarro, o presente ou ele ter sido afanado, mas…

Esta semana recebi um link com 14 brinquedos eróticos de luxo, alguns muito caros, mas até charmosos, e outros bem estranhos. Foi impossivel não lembrar do caso da Hebe. O texto é em inglês e super divertido. Resolvi fazer uma seleção de alguns acima de mil dólares, para compartilhar com vocês aqui no A Vida Secreta. Pasmem!

1 - Marabou Pleasure Puff Ring Gold

Este belo e singelo anel em ouro 18k e pluma de marabu é perfeito para os amantes do tickling. A peça de visual extremamente delicado é um delicioso instrumento de tortura para atormentar o submisso sensível a cócegas.

Nas cores preto, vermelho e branco, a peça pode ser pulverizada com um perfume de sua preferência e também fazer parte de jogos eróticos com vendas y otras cositas más…

Preço: $4506

2 - Little Platinum Eternity

Dizem que os diamantes são eternos, por que não eternizar o prazer adicionaando este luxo a um pequeno vibrador em platina, super silencioso e à prova d`água?! São 28 pedras de diamantes  cravejadas por 360 graus de sua haste.

E quer saber mais? O vibro pode ser climatizado em água morna, para sensações mais suaves, ou no gelo, quem sabe para um dia de verão… rs.

Preço: $3250

3 - Spanker

Esqueça a colher de pau, a escova de cabelo, o kit BDSM de lojinha de R$1,99… Como diria Caco Antibes, isso é coisa de pobre! Com cabo de prata esterlina e corpo de madeira cerejeira de primeiríssima qualidade, esse acessório  com design especialmente criado para a prática de spanking.

Ah, o cabo em prata, permite um ajuste, para que o Dominador tenha um melhor controle da peça, durante os “trabalhos”. Eita!

Preço: $3066

4 - The Thrill Hammer

Nem sei se é o mais estranho, afinal, quem é leitor do A Vida Secreta já teve oportunidade de conhecer o Sybian, que é uma espécie de irmão mais velho do Thrill Hammer .

O acessório que foi descrito no Cracked como “um míssil com um pênis escondido dentro de uma mesa de café pós-moderna”, vende pra caramba, principalmente para consumidores sem tempo para arrumar parceiros sexuais. (Medo…)

Preço: $2000

5 - Sado Chic Masturbation Mirror

Pois é… Um espelhinho para os adeptos de Self Voyeur! E eu nem imaginava que esta prática existia, hein?!

Segundo o site este espelho tem uma missão – é projetado para “representar uma interface articulada para a exploração do reino sensual” trazendo “uma nova dimensão para o mundo das jóias finas, enriquecendo discretamente a função clássica do ornamento do corpo com o poder sensorial.”  (cri, cri, cri…) What???

Preço: $1025

HYSTERIA

O primeiro vibrador da história no trailer de Hysteria

Considerando o puritanismo da época vitoriana, vibradores e dildos deviam ser produtos de demanda muito alta. S e Lelo, a Apple dos Vibradores, existisse, seria um sucesso. Ao menos se considermos o trailer recém-lançado do filme Hysteria, que tem estréia ainda este ano.

A conferir!

Atualização: Agora é possível comprar vibrador Lelo e outros produtos eróticos Lelo pelo site oficial já em reais e sem burocracia com importação. Além disso, leitores do Guia de Compras do A Vida Secreta contam com condições especiais e descontos para compras de produtos Lelo em nossos parceiros. Confira aqui!

banheiro_LGBT_por_fernado_souza

Sex Drops | Sobre polêmica de banheiro LGBT, aplicativo sexy para iPhone e outros

Raio X de PinUps

Clique na imagem para ver maior.

A notícia parece meio requentada, já que estas fotos de calendário de Pin Ups em Raio X  já foram veiculadas há tempos por aí, mas… Como 2011 está começando, nada mais funcional que um calendário à mão, não é mesmo?! Para quem gosta de algo meio freak, este calendário é perfeito.

Banheiro  LGBT gera polêmica na Unidos da Tijuca

A notícia que a escola de samba do Rio de Janeiro, Unidos da Tijuca, criou um banheiro especial para o público LGBT causou buxixo na comunidade gay. Isso porque, enquanto a escola alega que  intenção foi a inclusão, principalmente de travestis, alguns membros da comunidade gay encararam como secregação.

Alguns acham um alívio, um banheiro exclusivo que possa ser transformado num verdadeiro camarim transformista. Outros, que lutam pela inclusão, acham que é tudo uma grande discriminação, um estímulo disfarçado à homofobia. Ainda que esta não seja a intenção, certamente será o efeito…

Particularmente, a idéia de um banheiro a mais em uma quadra de escola de samba só me agrada, seja ele masculino, feminino ou LGBT. Afinal, só quem já experimentou a dificuldade de se aliviar numa loucura como aquela sabe do que estou falando.

Ah, e só pra constar, o que vai ter de hetero (principalmente mulheres) nem ligando para o fato de ser um banheiro LGBT na hora do aperto…

Da série: “Fetiche do outro é coisa estranha…”

Clique na imagem para ver maior.

E se eu disser que imaginei estas coisinhas estranhas se pegando?

É… Sou um caso sem salvação… rs.

Via: Fuck Yeah Dementia

Aplicativos Sexies para iPhone

O texto é em inglês, mas as dicas são ótimas - Sexy iPhone apps. Vários aplicativos safadinhos para  iPhone. Ideal para aqueles que buscam “inspiração” nos momentos e locais mais inusitados… rs.

Obamarator

Sei que muita gente  já deve ter visto por aí o Obamarator. Trata-se de um dildo/vibro com a cara do presidente Obama. Isso já foi mais do que noticiado por aí, foi artigo até no Village Voice, imagina?!

Bom, o que eu ainda não tinha visto era o vídeo que me rendeu ótimas gargalhadas aqui em um dia que eu estava bem precisada de umas risadas. Isso porque junto com a dica da nota veio um comentário:

“Imagina se o pessoal se inspira e faz um da Dilma? Socorrooooo!!!”

E eu imaginei!!! E imaginei não só a forma (pequena e roliça) como as figuraças do comercial (Lula, Palocci, Zé Dirceu…) comentando os poderes terapeuticos do Dilmarator, afffffffffffffffffff…

(Medo dos comentários d’O Carioca… rs)

Prazer em conhecer: experimentando um Lelo

Nossa colunista Sugarbabe ganhou presentinho da Lelo no aniversário do A Vida Secreta e quer compartilhar a prazerosa experiência dela com Soraya. Confira!

Atualização: Agora é possível comprar vibrador Lelo e outros produtos eróticos Lelo pelo site oficial já em reais e sem burocracia com importação. Além disso, leitores do Guia de Compras do A Vida Secreta contam com condições especiais e descontos para compras de produtos Lelo em nossos parceiros. Confira aqui!

Olha que beleza: o A Vida Secreta fez 3 anos e quem ganhou presente fui eu! Sorte pouca é bobagem!

Aliás, isso não teve nada a ver com sorte, e sim com a generosidade da B. e do Admin Secreto. Explico: o site recebeu um vibrador novíssimo, o Soraya, da Lelo – aquela marca sueca que fabrica os artefatos sexuais mais chiques do planeta – e eu fui incumbida de fazer o test drive (ou seria test sex?) e contar tudinho para vocês!

Linha Lelo Insígnia

Quem costuma ler a minha coluna sabe que eu sou ligadíssima em questões estéticas, no design e na moda. No entanto, uma coisa que faltava na minha vida, ou mais exatamente na gaveta do meu criado-mudo, era um vibrador bacana. O último que eu havia comprado tinha se mostrado um fiasco. Na onda do famoso Rabbit, popularizado pelo seriado Sex and The City, adquiri um similar, muito feioso, barulhento e esquisito. Não me entendi com ele, mas eventualmente tirava o dildo-cujo da gaveta, dava uma voltinha e logo deixava de lado. O negócio era tão feio quanto ineficiente: tinha uma cor medonha, a ponta era fina demais, e ondulava de um jeito nada sexy.

Imaginem, então, o meu deslumbramento ao receber um produto da Lelo, numa elegante embalagem preta de papel reluzente. Dentro, uma caixa alongada, igualmente preta, forrada de veludo, revelou as formas sinuosas do sex toy em tom de preto fosco com detalhes dourados. O belo e sedutor vibrador, batizado de Soraya pelo fabricante, faz parte da linha Insignia, famosa por seus Objetos de Prazer. Adorei essa definição e vou adotar. De agora em diante, quando alguém me perguntar sobre acessórios sexuais, vou me referir a eles como Objetos de Prazer.

O design, convidativo, parecia perfeito para se encaixar nas curvas do meu corpo. O material – uma espécie de silicone aveludado e totalmente seguro, atóxico – convidava ao toque. Apertei os 3 discretos botões que encontrei e descobri facilmente como ligar, regular a intensidade e os modos vibração. Demorei um pouco mais para descobrir como desligar, rsrsrs. Mas isso não se deve a nenhum defeito do aparelho, e sim à minha curiosidade em experimentar os 8 tipos de vibração, contínuos, alternados, ondulantes, pulsantes… e os vários níveis de intensidade. Ó céus

Descobri, com espanto, que todos os lados do objeto podiam ser usados para me dar prazer. E que uma vez introduzido na vagina, eu não precisava segurá-lo no lugar, pois ele se encaixava perfeitamente na minha anatomia. Isso foi sensacional, pois com as duas mãos livres eu podia explorar muitas possibilidades.

O princípio da arquitetura e do design que diz que “a forma deve seguir a função” provou sua eficiência de várias maneiras. No meu test drive com Soraya, suas formas me possibilitaram experimentar novas posições, dar duas sem tirar de dentro, e ter orgasmos incrivelmente intensos. Um deles, aliás, chegou a provocar espasmos e contorções inéditos. Sinceramente, não pensei que a experiência seria tão intensa e nem tão inovadora.

Mas acho que essa é a beleza do sexo: mesmo que você tenha acumulado uma grande quantidade de experiência, sempre pode se surpreender, se descobrir, se aprimorar. De preferência sem pressa, pois o importante nessa “viagem” é o percurso e não a chegada.

Todos a postos para a largada? ;-)

Sugarbabe é uma fashionista que anda sorrindo por aí, num bom humor irritante, desde que recebeu um certa encomenda pelo correio. Para bom masturbador, uma pequena dica basta!

Acessórios eróticos: Jimmyjane reinventa o Rabbit

Nossa colunista de moda e design, sugarbabe, é fã da Lelo, mas está apaixonada por uma nova marca de vibradores e acessórios eróticos: Jimmy Jane. Confira!

Vibrador Jimmy Jane Form 6 Roxo

Preciso confessar, minha fidelidade está prestes a ser testada! Não que tenha surgido algum concorrente para o Sugarboy. O moço continua sendo o único usuário do meu curvilíneo playground corporal. Mas o meu amor incondicional pelos acessórios eróticos da Lelo está abalado, pois encontrei um rival à altura.

A marca se chama Jimmyjane e foi criada em 2004 por Ethan Imboden, um designer que já tinha trabalhado para grandes empresas, decidiu abrir seu próprio escritório e percebeu que os brinquedos eróticos não correspondiam às expectativas mínimas, em termos de design.

“Por que um telefone celular deveria ter um design mais sexy do que um vibrador?” perguntou-se ele. E foi à luta para reinventar a coisa. O resultado foi uma série inovadora de toys, como o Form 6, por exemplo, que além de ser à prova d’água e recarregável, tem toda a sua superfície disponível para estimulação.

Mais original ainda, o Form 2 é uma gracinha derivada do Rabbit, com duas orelhinhas motorizadas de modo independente para otimizar a vibração e flexibilidade para se moldar ao clitóris, passear pelos lábios vaginais e ainda dar umas apertadinhas, se for desejado.

Brinquedos eróticos não significa apenas dildos e vibradores.

Outro produto que me deixou… hummm. digamos, estimulada, foi Ember, a vela para massagem. Feita com produtos naturais, como óleo de jojoba, shea butter e soja, ela se transforma num óleo perfumado que pode ser derramado sobre a pele, não queima, e desliza deliciosamente. Os aromas tem composições sofisticadas, como vetiver e mel, lichia e lapsang ou gardênia e trufas. O único inconveniente é que narizes alérgicos podem se ressentir e transformar a massagem sensual numa maratona de espirros. É… isso aconteceu comigo, mas o teste valeu a pena, mesmo assim.

Agora vem o melhor de tudo: a marca está sendo vendida em São Paulo! Consagrando a tendência das lojas de lingerie que dedicam espaço à produtos eróticos diferenciados, a nova loja-conceito da Valisere, inaugurada esta semana, no Jardins, está vendendo os produtos da Jimmyjane com exclusividade.

Meus brinquedinhos antigos que se cuidem, pois novos amiguinhos vem aí! Fiquei até imaginando, agora, uma versão daquele filme de animação em que os brinquedos ganham vida, quando os humanos não estão por perto. Lá em casa a refilmagem vai se chamar Sex Toy Story!

Valisere: rua Oscar Freire, 849, tel. 11 3063-1693

Sugarbabe é uma fashionista que acha que lugar de sex toy é no museu de design, e na gaveta do criado-mudo, lógico!

Nota do Editor: Já existe uma paródia de Toy Story envolvendo brinquedo eróticos: Sex Toy Story, no YouTube.

sexo-verde / brinquedos eróticos ecologicamente corretos

Sexo verde. Sexo seguro.

Nossa colunista de moda e design, sugarbabe, traz boas dicas sobre acessórios eróticos seguros e ecológicos!

Hoje eu estava fuçando a internet, em busca de inspiração para escrever meu post aqui no A Vida Secreta  e me deparei com um tipo de sex toy que me chamou a atenção: eco friendly!

Antes de mais nada preciso dizer que sou super engajada na reciclagem de materiais. Na minha casa, separo plástico, vidro, metal e papel e, periodicamente, levo tudo para o setor de reciclagem do supermercado Pão de Açúcar mais próximo. Mas nunca me ocorreu que os brinquedinhos eróticos podiam ser ecologicamente corretos.

Parece meio exagerado? Não!

Fui a pesquisar mais a fundo (hummm) e dei de cara com bobagens como um dildo recarregável e um outro de madeira . Eu não sei vocês, mas em mim, a simples ideia de um consolo feito de um material poroso, como esse, foi suficiente para me causar desconforto. Arrepios, até!

Claro que eu fiquei curiosa e fui checar como era o artefato. Descobri que, na verdade, ele é feito de madeira e poliuretano, uma mistura que resulta num material suave, não poroso, atóxico, e à prova d’água. E o mais importante, segundo o fabricante: sem ftalatos.

Ftalatos.

Até hoje eu nunca tinha ouvido este palavrão, apesar de, provavelmente já ter entrado em contato com ele.

Ftalatos são substâncias químicas usadas para deixar o plástico de PVC mais flexível. Pena que, de quebra, ele seja um agente cancerígeno com fama de causar danos a órgãos como fígado, rins, pulmão e sistema reprodutivo. A contaminação pode acontecer por contato a pele, com a saliva ou pela inalação. Assustador, né?

No Brasil,assim como nos Estados Unidos da América, não existem leis que regulem o uso e o descarte dessa substância. Em 2008, houve até um caso, noticiado na imprensa  de identificação de ftalatos em borrachas fabricadas pela Faber-Castell.

Fiquei pensando em quantas vezes brinquei com meus toys sem protegê-los com uma camisinha, como se recomenda sempre, e dei uma surtada. Lembrei que uma vez, ao usar um dos meus “amiguinhos de plástico”, um rabbit genérico de cor roxa, muito feia por sinal, notei que a camisinha que eu havia colocado nele estava manchada de púrpura. Era como se ele tivesse “soltado tinta”. Eu achei estranho e fiquei me perguntando se aquilo não seria suspeito, mas deixei pra lá.

Até hoje.

De repente, o post engraçado que eu ia escrever sobre brinquedos bizarros, feitos de madeira certificada, ganhou outra conotação. Não consigo parar de pensar nos sérios riscos que corremos, pois, como eu já disse, não existe legislação a respeito e o uso da substância é frequente. Se nem em borrachas que são vendidas para crianças, existe um controle, o que dirá em sex toys.

Mas nada de pânico. Não é preciso abrir mão dos seus acessórios sexuais, basta tomar alguns cuidados, como sempre “vestir a camisa” neles. E seguir essas dicas:

  • Desconfie de brinquedos que não tenham especificações de material e que tenham um cheiro forte de plástico.
  • Compre apenas peças feitas materiais seguros como silicone, aço ou vidro (eu sei, parece estranho, mas o material costuma ser resistente e seguro).
  • Não custa repetir: use sempre um preservativo em seus os brinquedos.
  • Não compartilhe os utensílios de prazer com parceiros sem trocar o preservativo (isso não tem nada a ver com ftalatos, mas com higiene, ok!)

E para finalizar, logo aqui abaixo tem um vídeo bacana, pra quem entende inglês, feito pelo site natureba TreeHuger, sobre dildos ecologicamente corretos.

Quero todos rolando na relva, saudáveis e sexualmente safisfeitos!

Sugarbabe é uma fashionista que acha que o mundo seria melhor se os sex toys fossem feitos de material orgânico. Sem agrotóxicos!