sexo anal - como fazer

Sexo Anal – Como Fazer

Dar o cu, queimar a rosca, entrar na porta dos fundos, virar o disco, sexo anal… Chamem como quiser, mas é inegável que o sexo anal é talvez o maior fetiche masculino e de algumas mulheres também. Portanto, separe um tempinho para ler o post, siga os links e divirta-se.

Quem lê A Vida Secreta há muito tempo, sabe que o post O Cu – Dor e Prazer é hit incomparável. E por que falar de sexo anal mais uma vez, se já teve até aula na TV sobre o assunto? Simples, pois o que mais chega até hoje em minha caixa de entrada de e-mails são perguntas do tipo:

  • Como convencer minha namorada a dar o cu?
  • Qual a melhor posição para dar (ou comer) o cu?
  • Se eu der o cu vou ficar sem pregas “lá”?
  • Que cuidados eu preciso ter ao dar o cu?
  • Existe algum exercício que me ajude a dar o cu?
  • Posso comer o cu e a buceta alternadamente?

Isso, só pra exemplificar algumas, mas são tantas perguntas, tantas… Sem contar os equívocos que leio de pessoas que comentam a sua melhor maneira de praticar e eu chego a arrepiar, e não é de tesão, com o risco que tais pessoas correm. Como sou professora (não de sexo) especializada em alfabetização, resolvi fazer um beabá sobre este tema para que não fiquem mais dúvidas e todo mundo possa se divertir ou não como esta prática.

1 – A Sedução

Comer um cu pode ser uma fantasia comum entre os homens, mas dar o cu, não é uma fantasia comum entre as mulheres. Recentemente o PD fez uma pesquisa entre suas leitoras, o Relatório PD – Elas gostam de sexo anal, e acredito que muita coisa esteja mudando, mas… Acho que o charme do cu é o proibido. Se fosse lugar comum, garanto que ia ter gente virando a cara. Portanto, o cu mais desejado sempre será aquele mais negado, pode apostar.

Tive uma primeira tentativa ainda adolescente, traumatizei. Doeu pra cacete, literalmente. Passei uns quinze anos da minha vida negando de pé junto e dizendo nunca mais. Falava em comer meu cu, ele trancava. Curiosamente neste meio tempo o único cara que eu quis dar, não curtia, tinha nojinho, mas como já comentei por aqui, depois dos trinta liberei e gostei. Ainda assim, até hoje dar o cu é prêmio e não rotina. E acho que muitas mulheres, é claro que existem exceções, preferem premiar à liberar geral.

Ou seja, se ela negar, não desista, não foi dessa vez, mas pode ser um dia. Negamos até, pelo simples prazer de dizer não. Respeite aquele momento, mas aceite pequenas conquistas que podem ser grandes indícios que o tão esperado pode acontecer um dia. Como aquele dedinho “lá” durante uma bela chupada na xota. Ou uma massagenzinha delicada com lubrificante, enquanto lhe beija a boca. Seja perseverante, peça ao pé do ouvido e tenha sempre muitas camisinhas extras, mas isso eu explico depois.

2 – Preparação para o sexo anal

Se você é homem e anseia pelo cu da amada, mesmo o ainda não liberado, não seja sovina e invista em muitas camisinhas e lubrificante à base de água (o mais famoso é o KY Gel, mas pode ser qualquer um). Nada de porcarias, como o cuspe ou saídas cinematográficas como manteiga. Funcionou com o Marlon Brando e Maria Shneider em O Último Tango em Paris, mas se fosse realidade poderia ter dado uma boa infecção na moça. Se quer repetir a dose sempre e sempre, cuide, com carinho. Sem contar que há possibilidade do preservativo romper se entrar em contato com lubrificantes que não sejam à base de água.

(O sexo anal pode ser uma paixão mundial, mas não podemos fechar os olhos que por tratar-se de um canal de excreção é uma porta de entrada e tanto para possíveis infecções para ambos os sexos. Preservativo sempre!)

Se você é mulher e acha que tem alguma possibilidade, mesmo remota, dele virar o disco àquela noite e não quer passar vexame (leia como vexame fezes na ponta do pau), faça uma lavagem antes de sair de casa. É fácil e não dói. Basta usar o chuveirinho do banho. Encaixa “lá”, abre a torneira, deixa entrar um tanto de água e sente no vaso sanitário. O que tiver lá dentro sai. Repita se achar necessário.

(Desculpem se acabei com o pouco charme que resta ao ato, mas a lavagem é necessária por vários motivos além do possível vexame acima citado. Entre eles, prevenir infecções.)

Outra preparação para as mulheres, na verdade um exercício preparatório, e isso foi dica do cara que me fez gostar do negócio, é durante o banho colocar um ou dois dedos no cu. Use o sabonete íntimo, tipo o Dermacyd por exemplo, e comece massageando com apenas a primeira falange do dedo médio e vá evoluindo à medida que achar mais confortável. Acomodando-o. Introduzindo a segunda falange ou o dedo inteiro, mais dedos. A musculatura anal é como qualquer outra, exercitando ela se distende ou contrai. Isso não é exercício para um dia apenas, mas sim muitos. A prática leva à perfeição.

3 – Sexo anal – o ato

Se existe algo que admiro no ser humano é a capacidade de adaptação, superação e criatividade. Minha avó dizia que cada corcunda sabe como se deita. Ou seja, cada um descobre seu jeitinho certo de fazer isto ou aquilo. Pra comer um cu é a mesma coisa, seja criativo e descubra a sua maneira certa, mas… Se você é iniciante, saiba que existem certas manhas.

O posição “de ladinho”, mulher deitada meio de lado com as pernas semi-flexionadas e a de cima um pouco mais levantada, ainda é campeã de preferência para a iniciação por diversos motivos. Além de ser uma posição confortável para a mulher e para o homem, é também possível que o homem acaricie a mulher durante o ato. Estimulando-a de diferentes formas. Falando sacanagens ao seu ouvido, estimulando-a com carícias no corpo, seios ou clitóris. Ou mesmo ela própria se auto-acariciar, se assim desejar. No entanto, esta é apenas uma de muitas posições favoráveis ao sexo anal. Invente a sua!

“De ladinho” a posição mais indicada para iniciantes

Agachada

Deite-se de costas na cama e coloque a sua parceira sobre si como se ela o fosse montar. Mas em vez dela se colocar sobre os joelhos, ela agacha-se e ajuda a colocar o seu pénis dentro dela. Mantenha as pernas da sua companheira afastadas o mais possível, podendo ver o seu pénis a entrar e a sair.

Cadeira deitada

Esta posição é especialmente ideal para poder acariciar o clítoris da sua parceira enquanto a penetra. Na cama deite-se de lado, e coloque a sua parceira de costas para si. Dobre as suas pernas em 90º empurrando as da sua pareceria. Levante a perna da sua parceira que não está apoiada, e penetre-a, ela pode continuar a manter a perna em cima enquanto você a satisfaz duplamente, acariciando-lhe o clítoris, enquanto a penetra.

Aperto

A mulher deita-se de barriga para baixo, as pernas abertas e os pés levantados no ar. Coloque-se em cima dela (entre as pernas da mulher), mas mantenha o seu troco levantado, colocando as suas mãos ao lado do tronco da mulher. Depois da penetração peça à sua parceira para apertara as coxas. Tente usar lentas e longas penetrações para um prazer maior.

Mangueira

A mulher inclina-se sobre uma cadeira, pousando os cotovelos. Enquanto você se coloca por detrás dela, coloque uma mão na cadeira e outra na anca da sua companheira. Levante uma das pernas dela e coloque-a acima da sua anca. Está na altura de penetrá-la. Lembre-se que levantar mais ou menos a perna da sua parceira faz com que o ângulo da penetração mude.

Dobradinha

A mulher está de pé e de costas para si, você irá usar as suas mãos como apoio para se inclinar sobre ela e sobre uma mesa. Penetre-a enquanto coloca o seu peito encostado às suas costas (sem fazer peso), ou só colocar as suas mãos na cintura dela. A mulher pode colocar-se em bicos de pés e controlar a penetração, ou para se adaptar à sua altura.

Joelhos no peito

Esta é uma boa posição para a primeira relação de sexo anal. A mulher deita-se de costas e coloca uma almofada por debaixo das nádegas. Você coloca-se de joelhos e pega nas pernas da sua companheira e coloca-as junto ao seu peito (dobradas ou não), penetrando-a enquanto ela vai controlando a penetração com as pernas no seu peito.

Cão

A mulher fica de 4 em posição de cão. Você coloca-se atrás dela, coloca as suas mãos na cintura dela e levanta-a de maneira a que ela consiga colocar as pernas dela na parte de trás das suas coxas. Enquanto a penetra, ela pode usar os pés para controlar a penetração, mais ou menos profunda.

Fonte: Cromossoma Y

4 – Variações do sexo anal

Todas as dicas acima foram passadas para o sexo anal heterossexual, mas acredito que para o sexo homossexual não tenha muita variação, se estiver errada, por favor, me corrijam. Acredito realmente que os cuidados com higiene, prevenção contra DSTs, uso de preservativos, lubrificação e posições sexuais, devam ser comum a todos. No entanto, sei que nada sei.

É comum a muitos homens a fantasia de meter na xoxota e no cu alternadamente. É possível, mas exige alguns cuidados. Na verdade um, básico, nunca fazer esta variação sem preservativo. E uma vez que faça, nunca utilizar o mesmo preservativo do sexo anal no vaginal e vice-versa. Nem venham me dizer que camisinha corta o tesão. Acostumem-se, vale a pena pelo bem da saúde de ambos. Um pau duro e uma xota melada agüentam esperar pela troca de um preservativo sim! Uma amiga que adorava a prática da penetração alternada foi parar no médico com uma espécie de furúnculo no canal vaginal, a ponto de necessitar de uma micro-cirurgia. Portanto, cuidado nunca é demais.

Outra variação interessante de ser comentada é a prática do sexo anal em com dildos (consolos de látex). Seja para a prática de inversão de papéis, masturbação ou mesmo para a dupla penetração. Cu não tem lubrificação própria, muito menos pau de borracha, portanto seguem os mesmos cuidados que já comentei antes. Preservativo sempre e lubrificante à base de água também.

Para a masturbação anal, solitária, devo deixar bem claro, pois uma vez que tem outro na jogada tudo pode acontecer, uma dica gostosa é ao invés de usar o lubrificante à base de água, que são geladinhos, usar óleo de amêndoas doces que com a fricção aquece. Vale experimentar. Nunca tive alergias, pois o óleo adere à pele, mas… Evito contato com a xoxota. Fica a dica apenas pra quem quiser experimentar.

5 – Mitos, Verdades e Mentiras

Nem ouso tentar enumerar todas as dúvidas e equívocos que já apareceram em minha caixa de e-mails, pois certamente esquecerei alguns. Resolvi então fazer chamada para o melhor blog, em português, que já li sobre o assunto. Onde a autora abusa da explicitude e clareza ao falar do assunto. Sexo anal por Aaliyah . Sinceramente eu não sei se poderia ser mais específica do que a moça.

29 opiniões sobre “Sexo Anal – Como Fazer”

  1. gosto de da o cu a meu marido se eu liberase ele comia todo dia mais dou um pausa so treis vezes por semana e bom dimais

  2. Olhem, minha mulher está aqui do lado. Ela não sabe digitat, senão , seria ela quem estaria contando. Na verdade, só queremos ajudar os casais a se desprenderem, a transar, anal, vaginal, oral. e tudo que tiver direito.

  3. Ah, acabei de fazer com minha mulher . Fazia tres dias que não fazíamos nada. Fomos à forra há uma hora atraz. Foi no banho, a chupei , ela tb. me chupou, ai, inclinou-se para a frente, e pediu: põe no meu cuzinho meu amor; enterra tudo. Ejaculei dentro, ela gozou demais. foi lindo , lindo..

  4. Olha, mas é tão gostoso. Eu, chego meia noite em casa, da faculdade. vou dormir 01 H da manha. Minha mulher já dorme sem calcinha. Quando eu chego está dormindo. Eu não à acordo, mas costumo comer o cuzinho da minha mulhe com ela dormindo. Quando ela acorda, está espetada no cuzinho. Ela adora assim e sem camisinha. Ela só gosta sssim,… que eu goze dentro. Se o casal é higiênico, toma certos cuidados, sem problemas. Podem testar. Fazemos há mais de 23 anos. Como diz o Sérgio Mallandro: é eu e ela, ela e eu. Só nós dois.

  5. Olha, quem ainda não fez, não sabe o que está perdendo. Estou jundo com minha mulher há 23 anos. Tenho 63, ela 43 anos. A conheci com 20.

    Até hj. já fizemos mais de 1850 vezes. somente anal, e ela está sempre apertadinha. O segredo é: Sempre a mesma rola. Se o homem ou a mulher ficar sempre pegando rola mais grossa( ai, vai ficando cada vez mais largo(a). Como somos um casal fiel; sem problemas. Tanto, que eu gozo dentro do ânus da minha amada(ela exige). Outra coisa: têm que ser higiênico. E ela sempre descobre coisas interessantes, quando vai na cabeleireira: acaba descobrindo que têm casais igual a nós. Que fazem sexo anal, oral, sem problemas.

  6. Legal o post, se bem que não tenho mta experiencia.. + ja me pediram pra eu dar o cuzinho, + eu disse não devido a dor msm, mesmo assim fico c vontade.. :/

  7. legal a materia, na verdade depende da mulher, o negocio é fazer um bom tralho, mete bastante na vagina em varias posições até ela fica bem loga tipo goza mesmo, em quanto isso colocar o deno no cuzinho dela pra ir "acostumando" isso com lubrificante, coloca depois e vai metendo de vagar, viu que acostumou ja era da pra meter até pra fude mesmo, enquanto massageia o seu "grilinho", sem chande, da certo, o cu sempre tem que ser depois do gradioso sexo e gostoso prazer da vagina. depois é só terninar, o cuzinho demora um pouco tem que ter paciencia, mas quandro entra e a mulher relaxa, pode fuder mesmo! a mulhger se senter uma mulher foda e fudida

  8. Eu nunca conseguia fazer sexo anal porque meu marido ficava tão excitado que acabava por me enrabar como se estivesse comendo minha buceta, e a dor era terrível, resultado acabávamos por não fazer. Ele começou a ler sobre o assunto, pois era uma das minhas maiores fantasias, e logo ele aprendeu, comprou um bom lubrificante, caprichamos nas preliminares, sem pressa, nem preocupação, assistimos filmes, até que eu fiquei tão excitada que escorria secreção pela minha vagina, nossa..qdo eu fiquei no ponto, chupei bem o pau dele, massagiei para ficar bem duro, ele me masturbou um pouco e eu deitada de ladinho ele foi colocando, aos pouquinhos, eu fechei os olhos, acariciando meu clitóris, quando percebi já tinha entrado tudo. Fiquei tão excitada sentido aquele pau escoregando pra dentro e pra fora, que quando percebi já estava sentada no colo dele, enquanto ele metia os três dedos na minha buceta, gozei na mão dele e tive outra experiência magnífica, pela primeira e única vez eu ejaculei, eram jatos e jatos daquela seiva, foi inesquicível.

  9. Minha namorada já deixou que eu colocasse o dedo no cu dela durante o banho, utilizando o sabonete intimo para dar lubrificação.

    Mas ela não deixa eu tentar fazer algo mais, se prende à dor das primeiras vezes e não consegue relaxar.

    Mas pelas reações dela quando acaricio seu anus, tenho certeza que isso a excita muito.

    Só não sei como fazê-la relaxar mais para tentarmos a penetração aos poucos.

    1. vou te dar uma dica, é batata, compra um gel chamado K Y WARMIN ULTRA GEL , ele esquenta um pouquinho, quando perceber ela estara te deixando louco e vai querer sempre, te garanto, ela vai adorar

  10. a minha fantasia se eu aguentasse a penetracao era dar o cu e buceta juntos ao mesmo tempo ou seja com penis de latex ou dois homens ao mesmo tempo ,nossa ai eu , a mulher mais realizada iria virar o olho todo dia…..

  11. nossa amei a reportagem ,sabe so de tocar meu cu eu tenho que me controlar porque ja chego no orgasmo ,so que tenho um defeito nao consigo deixar ele penetrar doi demais , mas um dia acjo que consigo porque da um tesao louco

  12. Esse lance do gel é mesmo importante. Eu por exemplo, gosto de meter o ferro inteiro, até as bolas baterem na bunda, a minha noiva sabendo disso, ñ deixa faltar gel, assim ela aguenta tranquila, e olha q eu sou roludo…

  13. Tenho uma namorada que é iniciante, mas se acha muito entendida. Ela quer sempre ser ativa, mas usa acessórios imensos que me maxucam,não consigo relaxar… Ela gosta de usar aquelas cintas com acessórios e meter com muita força, sem nenhum preparo. Ela masoquista e, eu não. Não gostaria perde-la, mas não vou consequir relaxar e, ela não é nem um pouco paciente. Tá sendo a pior experiência lesbica da minha vida. Já estou até pensando em desistir de tudo. viver sozinha pra sempre. Esperei por ela 04 anos, mas confesso que me decepcionei, não encontrei carinho nela, só brutalidade. Estou falando de uma lesbica muito sofisticada e culta, que se transforma entre quatro paredes, ela fica muito bruta e acha que isso e virilidade, ela se refere a ela mesma como um macho muito viril

    eu fico toda ta

  14. Ameiiiiii … nusaa vc esta de parabénssss…!

    eu tinha muita vergonha de perguntar sobre o sexo anal para minha ginecologista…e você me respondeu tudo que queria sabe…

    Obrigada … vou tentar fazer isso para sabado…

    Dia dos namorados neh !?

    tenho que ao menos fazer algo diferenteee !

    Obrigada mesmooo….

    continueee com esse sie akii…. poiss vc não só me ajudou como irá ajudar milhares de pessoas como eu !

    Obrigada novamente*

  15. olá, tenho 35 anos ja fui casada por 12 anos tenho 2 filhos e hj sou separada a 5 anos e me relaciono sexualmente c mulher, tenho uma namorada d 21, e ela gosta q faço sexo anal nela, penetrando, entre outras coisas eu além dos dedos tbm lambo o rabo dela c minha lingua e chupo, é muito loko tudo isso, embora eu saiba d alguns cuidados q eu e ela devemos tomar, gostaria q se possivel vc pudesse me dar algumas dicas obrigada…

  16. B., é o melhor post sobre sexo anal que eu já vi. Ótimo, bem no teu estilo, informativo e descontraído. Parabéns.

    beijos, querida.

  17. Ótimo artigo, como sempre.

    Tive umas dificuldades em entender as posições mencionadas, acho que uns desenhos teriam sido ótimos, para mentes lerdas como a minha ;)

    Só não concordo com uma coisa: o não-uso de sáliva por causa do risco de infecção. Na verdade as infecções mais provavel são das fezes para o estomago, ou seja: se usou sáliva para lubrificar, não bota o dedo na boca. Pode parecer trivial, mas é bom lembrar. No meio da ação, a gente pode virar meio doido e esquecer do bom senso. Aliás, lembro que o risco é o mesmo quando se lambe o cu… abre o caminho direito de infecções fecais no estomago (ou seja gastros e similares)…

    Agora eu não aconselharia usar cremes ou oléos de uso externo para algo que fica dentro. Pode não ter alergia, mas eu não sei se os produtos cosmeticos não teria uma possibilidade aumentada de passar pro sangue… Bom, e logicamente não usar o oléo numa penetração peniana – como li num comentário do post sobre masturbação anal…

    Enfim, mais um artigo nota 10, donzelle!

    Um beijo,

    K'ran.

  18. Temos algo em comum, apesar de vários pedidos e súplicas anteriores, eu só liberei o ligucinho depois dos 30, e garanto q não me arrependo… valeu a pena esperar.

    Valeu pelo post, AMEI…

    Ficou simplesmente fantástico.

    beijos

Os comentários estão encerrados.