Restaurante Tantra – O que é comida afrodisíaca?

Tantra – O Restaurante

Recentemente um  Twit do Gustavo Gitti sobre o  Restaurante Tantra, um dos poucos que oferecem Gastronomia Erótica em seu cardápio e um ambiente pra lá de propício à sedução, me fez lançar um desafio ao moço, comentar em poucas linhas a experiência. E não é que ele aceitou? 

“O melhor do restaurante Tantra não são as carnes exóticas (tubarão e javali, por exemplo) ou os incontáveis temperos (incluindo vários afrodisíacos), mas a oportunidade de se divertir ao lado de sua parceira escolhendo os ingredientes e depois experimentando um do outro. Sugiro um montar o prato do outro e não esperar depois pelo efeito dos afrodisíacos para começar a brincadeira, sabe assim?”   Gustavo Gitti

Há algum tempo o Administrador Secreto conversou comigo sobre o restaurante e eu sempre me prometo que da próxima vez visito o Tantra. No entanto, isso ainda não aconteceu. Sempre vou a SP com pressa, cheia de compromissos e, nos últimos tempos, sem pretendentes.  Prometo o dia que for, postar a minha opinião à respeito. de preferência se depois de lá o jantar surtir o efeito desejado, se é que vocês me entendem.

Minha curiosidade maior a respeito do Tantra, sempre foi além dos pratos afrodisíacos, até porque, eu penso realmente que os efeitos afrodisíacos de um prato dependem diretamente da intenção de quem preparou. Quem lembra de Como água para chocolate (Como agua para chocolate)? Ou mesmo do bobinho Simplesmente Irresistível ( Simply Irresistible), ambos citados neste posts sobre Gastronomia Erótica no cinema. O comentário do Gustavo apenas vem reavivar a discussão: O que é comida afrodisíaca?

Comida Afrodisíaca

Está na Wikipedia: “Denomina-se afrodisíaco a qualquer substância no qual se atribuem propriedades estimulantes sexuais. O nome deriva da deusa grega Afrodite, divindade relacionada ao amor em seus diversos aspectos.

No entanto, na minha concepção, a comida afrodisíaca, ou gastronomia erótica, tem dois pontos distintos a serem comentados.

  1. Quanto as propriedades afrodisíacas dos produtos utilizados na manufatura do prato.
  2. Quanto as intenções dispensadas ao outro durante a manufatura do prato.

Sendo assim, tanto uma Salada ao Molho de Gengibre é afrodisíaca, graças às propriedades dos seus elementos. Quanto um Miojo ao Molho de Atum, pela simples intenção de saciar a fome do amado com urgência e um mínimo de cuidado e carinho.

No filme Simplesmente Martha (Mostly Martha), já comentado aqui, as cenas mais sexies do filme são feitas com os dois vestidos. Aliás, a sedução no filme se dá completamente através dos sentidos ligados ao ato de comer. Visão, audição, olfato, tato e paladar. Ops, mas eu citei todos os sentidos?! Sim, até o tim-tim das taças de vinho são uma celebração ao momento. Siga os links nem o idoma alemão atrapalha a sedução do momento. 

[atualização]O filme ganhou uma refilmagem com Aaron Eckart e Catherina Zeta-Jones: No Reservations/Sem Reservas.[/atualização]

Afrodisíaco é estar com quem se gosta

Quando o Gustavo comentou que o melhor do Tantra é “a oportunidade de se divertir ao lado de sua parceira escolhendo os ingredientes e depois experimentando um do outro“, ouso dizer que isso vale para tudo, para qualquer lugar, de qualquer maneira… Basta estar com a pessoa amada cheia de intenção, conectando todos os sentidos, fazendo do ato de comer uma celebração por estar com quem se gosta. 

____________________________

PS – E você, já foi ao Tantra? Quer comentar? Já viveu algo interessante ligado à Gastronomia Erótica também? Manda ver!

4 opiniões sobre “Restaurante Tantra – O que é comida afrodisíaca?”

  1. O restaurante tantra é muito bom mesmo! Vou no mínimo uma vez por mês… além da comida exótica e do clima delisioso, têm os shows que são bárbaros… vale muito a pena se vc quer conhecer um restaurante de boa qualidade q proporciona O clima

  2. Simplesmente Martha, ou Mostly Martha, ou bella Martha, tem uma versão americana protagonizada por Catherine Zeta Jones, chama-se Sem Reservas, No reservations. Eu não assisti para comentar, mas como tenho paixão pelo cinema europeu, acho que desinteressei mesmo antes de assistir. Aqui tem uma crítica sobre os filmes http://www.slowfoodbrasil.com/content/view/132/62

Os comentários estão encerrados.