Pornô para Mulheres

Semana passada tive um gostoso bate-papo com a Fernanda Colavitti pelo MSN sobre filme pornô para mulheres. E um trechinho desta conversa está na matéria Pornô feito por mulheres para mulheres. Que trata de uma nova leva de cineastas e diretoras de filmes pornôs voltados ao público feminino.

Cena de Room 33, filme de Erika Lust
Cena de Room 33, filme de Erika Lust

Tem até quem acredite que mulher não goste de pornô, mas o que mulher não gosta é de mau gosto, isso sim. Como bem definiu a veterana diretora americana Candida Royalle: “As mulheres querem ver filmes bem feitos, de bom gosto, com arte”.  Para a diretora britânica Anna Span: “Mulheres que não gostam de pornô não viram os filmes certos”. Será?!

Clique no link,  Pornô para Mulheres  e veja outros textos sobre o tema.

Sobre o que agrada o público feminino no quesito pornografia, para a diretora alemã Petra Joy, o diferencial de seus filmes está em seu cuidado com a produção e  no uso de gente comum nos filmes: “Só mostramos sexo seguro. Também não filmo com atrizes pornôs, mas com pessoas comuns”.

Enquanto Erika Lust diz que a chave do seu sucesso é um estilo “Sex and the City com sexo explícito”. Ou seja, já viram que o assunto dá pano para a manga, basta navegar pelos links acima.