Virgindade Masculina – O primeiro virgem a gente não esquece

Na nossa série “Contos Secretos“, contribuição dos leitores do A Vida Secreta com textos ou relatos, temos mais um texto da Claudia Motta.

Para quem não lembra dela, Cláudia é a autora do comentadíssimo Iniciação, onde uma mocinha que tem himen complacente comenta como foi deixar de ser virgem duas vezes na mesma noite.

O texto abaixo é uma espécie de continuação da saga da mocinha do primeiro texto. Espero que gostem.

O primeiro virgem a gente nunca esquece – Texto de Cláudia Motta

Estamos acostumados a ouvir relatos de homens falando sobre como foi transar com uma virgem. As mulheres normalmente não têm relatos sobre o assunto porque ou nunca transaram com um virgem ou o cara era virgem e ela não sabia. Por razões anatômicas o homem pode “esconder” sua virgindade, afinal não há hímen a ser rompido, e o pau do homem fica duro quando excitado sendo ele virgem ou não. Então, ou ele conta para a mulher ou ela não vai saber, pode até perceber que ele não é muito experiente em sexo, mas é só isso.

Vou contar uma experiência muito interessante que ocorreu comigo. Já contei que tenho hímen complacente e quais são as facilidades e dificuldades de se ter essa peculiaridade. Caso não saibam é um tipo de hímen elástico, não se rompe, na hora da penetração oferece uma certa resistência e isso já foi a causa de muitas “delícias” e “dor” também. Se em qualquer ato sexual há necessidade de que a mulher seja muito estimulada antes da penetração, quem tem essa peculiaridade anatômica precisa de muito mais estímulo da parte do homem e a delicadeza na hora da penetração é fundamental. Na seqüência, o sexo pode ser muito intenso e prazeroso para os dois.

No meu caso, depois de mais ou menos um mês de namoro e amassos resolvemos viajar sozinhos e finalmente ir para a cama. Fomos para um lugar de serra, romântico, com direito a chalé com lareira, vinho e frio, foi no inverno, tempo ótimo para ficar “juntinho” e provocar o tesão.

Chegamos à noite e após o jantar ficamos no chalé bebendo vinho em frente à lareira, os amassos eram inevitáveis e daí para a foda foi um pulo. Começamos a tirar nossas roupas e deitamos sobre um tapete de pele em frente à lareira, tudo parecia perfeito! Eu por ter a particularidade de ter o hímen complacente sabia que precisava estar muito excitada para que a penetração não fosse dolorosa.

Ele como sempre se mostrava muito carinhoso, sabia por experiência anterior dos amassos que ele não era muito “ousado”, mas até gostava disso por ser diferente de outros homens que namorei. Isso me excitava e intrigava, eu queria muito saber como era foder com um homem assim. Descobri que ele era muito “silencioso”, não falava nem gemia, mas naquele momento isso não me importava nem um pouco, estava querendo mesmo era sentir o seu pau dentro de mim.

Deixei que ele tomasse a iniciativa para ver se ousava mais, eu acariciava o seu corpo com a boca e ele retribuía, comecei a chupar seu pau e ele também me chupou, dava para notar a falta de experiência dele nesse quesito, mas naquele momento pensei que ele estivesse muito ansioso e fiquei imaginado qual seria a reação dele quando ao me penetrar sentisse uma certa digamos, resistência. Já estava me preparando para a reação de surpresa que normalmente todos os homens com quem fui pra a cama anteriormente demonstravam, que ia desde:

– Porra! Você é virgem? – até – Nossa, você é super apertada, parece até virgem, uma foda maravilhosa!

Tudo isso passava pela minha cabeça enquanto ele acariciava meus seios e me deixava cada vez mais excitada. Pedi para ser possuída e ele delicadamente se posicionou sobre mim no clássico “papai e mamãe”, me beijava com suavidade. Eu o acompanhei e retribuía suavemente. Senti seu pau na entrada da minha vagina e por instinto empurrei meu quadril com mais força, percebi que ele teve alguma dificuldade para me penetrar, foi também meio complicado para mim. Fiquei esperando a reação dele, como não falou nada, relaxei totalmente até senti-lo inteiramente dentro, ai começamos os vai e vem até que gozamos.

Posso dizer que não demorou muito, mas foi bem intenso. Depois do gozo ficamos abraçados em silêncio por um bom tempo, ele não falou nada sobre ter sentido alguma resistência para me penetrar e isso me deixou intrigada, afinal era a primeira vez que um homem com quem fui para a cama não fazia nenhum comentário sobre o assunto. Atribui sua atitude ao fato dele ser naturalmente reservado, principalmente, quando algo o tocava muito fundo e essa característica dele me encantava e intrigava.

Dormimos um pouco e depois me sentia pronta para outra foda. Dessa vez resolvi que eu ficaria por cima, gosto de alternar, ser dominada e dominar a situação. Comecei a me movimentar suavemente para provocá-lo, mas percebi que se quisesse um ritmo mais intenso teria que me movimentar do jeito que o meu tesão mandasse, comecei a fode-lo cada vez mais rápido e novamente gozamos juntos.

Para mim estava sendo uma experiência totalmente nova: estava tendo que administrar, ao mesmo tempo, o fato de ser “tecnicamente” virgem e estar na cama com um homem que na hora me parecia “pouco experiente. Naquele momento eu ainda não sabia o quanto ele era inexperiente, mas a surpresa maior ainda estava por vir.

Depois de trocarmos muitos beijos e carinhos ele disse que precisava me contar que eu era a primeira mulher com quem ele havia ido para a cama. Que ele achava que eu não havia percebido, ou melhor, desejava muito ter passado esta impressão, mas que se não me contasse isso, ele se sentiria desonesto comigo. Na hora dei risada achando que ele estivesse brincado, mas como o vi muito sério percebi que era verdade. Fiquei sem saber o que dizer, afinal isso nunca havia acontecido comigo. Normalmente os homens que havia conhecido antes é que se surpreendiam comigo, muitos achando que eu era virgem.

Ah! Como a vida nos faz deparar com situações inesperadas. Iniciar um virgem, por essa eu não esperava mesmo! Mais que nunca tomei consciência do quanto é bom vivenciar experiências nesse campo, afinal sempre haverá novos desafios a serem vencidos. Falei que estava surpresa e ele, que tem um sorriso lindo, olhou docemente para mim dizendo: “Você não percebeu porque eu leio muito, também vejo muitos filmes e por isso sabia o que devia fazer e tem mais: case comigo e prometo que sua vida será cheia de surpresas”. Pois é, casei com ele e depois conto como tem sido…

59 opiniões sobre “Virgindade Masculina – O primeiro virgem a gente não esquece”

  1. Ola , estou em um dilema tbm, tenho 29 anos , não sou mais virgem , ja namorei bastante , encontrei um homem de 30 anos pela net , a gente se conheceu , ele é muito carinhoso , mais logo pela internet ele me contou que era virgem , a gente se encontrou e ai rolou um desejo , estou super confusa , ele fala que quer que eu seja a primeira mulher dele , eu tbm quero .

  2. OI GENTE EU FIZ MEU PRIMEIRO COMENTARIO FAZ QUASE 2 ANOS FOI EM:

    maio 27, 2009 às 2:25

    NESTE COMENTARIO EU TINHA 25 ANOS, ERA VIRGEM

    AGORA ESTOU COM 27, E CONTINUO VIRGEM.

    QUERO CONTAR 1 POUCO DA MINHA HISTORIA, TODOS FALAM QUE MULHER ADORA VIRGEM QUE É RARO, EU TBM ACHO RARO, MAS NEM TODAS GOSTAM.

    neste ultimo ano arranjei uma namorada + velha 30 e poucos anos, depois de uns 6 meses a relação começou a esquentar, como sou timido escondi que era virgem, ai qndo estava perto de 1 ano de namoro iamos transar, AI SIM CONTEI QUE ERA VIRGEM ANTES, DEPOOIS DESTE DIA ELA FICOU DIFERENTE COMIGO E FOI PIORANDO A RELAÇÃO E TERMINOU COMIGO ESTA SEMANA.

    resumindo, nem todas gostam!!

    continuo sem pressa de perder, como havia dito no primeiro comentario,

    oque não falta é mulher pra perder, mas quero com uma que eu realmente esteje apaixonado, e esta que namorei eu estava, isto que doi mais, dxa chatiado, mas não ia esconder, eu sou virgem e não tenho vergonha. Isto me orgulha pq é algo raro.

  3. Claudia, aconteceu comigo caso parecido com o seu. O rapaz sentiu dificuldades devido o meu himem ser complacente e tentou agir como viu nos filmes para não assumir que ainda era virgem. Eu me empolguei demais e fui com tudo, exatamente porque achei ele diferente. E ainda pratiquei pompoarismo, prendendo ele o máximo possível dentro de mim. Uma hora ele pediu you slow (devagar) No dia seguinte vi o estrago…em volta do prepucio estava tudo esfolado e onde houve a ruptura estava fissurado, quase sangrando.Eu fiquei chocada…ele disse que estava doendo muito e aí contou que foi a primeira vez. Eu fiquei sem palavras. Só o abracei bem forte e disse: I´m sorry! Ele só fala inglês. Ele disse: no problem…mas depois perguntou pq eu era tão apertada e o segurava tanto. Eu expliquei como eu sou e ele entendeu. Só não sei quanto tempo ele vai demorar para fazer nova tentativa. A minha curiosidade é: Sempre ouvi que os homens não sentem dor e nem sangram na primeira vez. Gostaria de saber se algum dos leitores (homens) chegou a se machucar na primeira vez. De repente ele poderia estar com algum problema que eu esqueci de checar no claro e depois veio com esta desculpa…Aguardo resposta.

  4. Ah Claudia motta! Gostei do seu texto! Então, tenho 30 anos e não tenho vergonha de falar qeu sou

    virgem ainda! tenho uma namorada e sou louco por ela e ela por mim, mas ela não sabe que sou virgem! Quero que aconteça no momento certo e muito lindo, e eu gostaria realmente de falar qeu sou, antes de iniciar atividade sexual! Qual sua opinião sobre isso? Poderia me ajudar? abraços

  5. Adorei o texto e o rapaz lê mesmo! Agora, gostaria de saber com o a mulher reagiria se o parceiro contasse para ela qeu era virgem, sendo que ela não? Será que teria a mesma vontade de fazer amor, ou ficaria preocupada em como se portar perante um virgem! Detalhe, esse tem 30 anos, e não tem experiência sexual com mulher algum a e quer ter sua primeira com alguém muito especial, ou seja, a namorada, no caso? Sejam sinceras, o rapaz deve contar ou não?

    Ahh, detalhe, sou virgem e tenho 30 anos!

    abraços a todos

  6. Bom tô prestes a fazer 30, não ligo se a mulher for virgem ou não, o importante é ser prazeiroso e bom para ela, eu ja tive oportunidade quando eu tinha 26 anos, mas eu falhei, foi constrangedor, para mim e para ela, ela achava que eu não sentia tesão por ela, mas eu sentia e muito sim, bom fui ao médico e ele me disse que eu tenho desvio de fluxo, porisso não há como eu penetrar sem um medicamento que é aplicado no campo cavernoso, ou então por uma protese que seria uma solução definitiva, mas ela acha que é mecanico e me largou, todas as mulheres que conheci até hoje eu conto a história e digo que é um amigo, unanimidade dizem que para elas não serve pq elas não saberiam se o cara está sentindo tesãopor ser mecanico, não tô dando uma de coitado, mas desisti, pq pagar eu não vou, quero alguém especial, e antes de tudo eu ja abro o jogo logo!

  7. mil descupas Claúdia, Carla é minha namoo…tava escrevendo e pensando em mim com ela, desculpas mesmo, erro de iniciante :S

  8. Olá,fico muito surpresa de saber q n estou sozinha tentando lidar com um assunto tão peculiar.

    Tenho 28 anos e iniciei minha vida sexual há dez anos; tive por volta de nove ou dez parceiros e foi uma descoberta com cada um. Recentemente conheci um homem de índole maravilhosa que faz tudo por mim… Saímos algumas vezes e ele me confessou q é virgem e q finalmente encontrou a mulher da vida dele (eu)… Tenho muito medo de levar isso adiante, ele tem me cativado muito mas ainda n estou apaixonada por ele. Até gostaria de ter essa experiência com ele mas e se eu n gostar e n quizer mais nada com ele… Será que alguém pode me ajudar? n quero magoar ninguém e nem sair magoada… Se fosse outro q n fosse virgem eu n estaria c tanta preocupação… Ele tem 29 anos.

  9. EU TIVE ESSE ACONTECIMENTO IGUAL A HISTORIA RELATA,IGUAL. E FOI NO DIA 15/02/2010 COMM UM HOMEM DE 30 E EU DE 30 ANOS TAMBEM,ELE ERA VIRGEM E SE ENTREGOU PRA MIM E SO FALAOU QUANDO JA TINHA TERMINADO TUDO.NOTEI A INESPERIENCIA DELE MAS ACHEI Q ERA COISA DO MOMENTO TALVEZ! MAS FOI LINDO.SO QUE AGORA QUERO CONTINUAR COM ELE E ESTOU AGUARDANDO RESPOSTAS DELE, POS ELE ESTA MEIO CONFUSO COM TUDO Q LHE ACONTECEU E ENTAO ESTOU DANDO UM TEMPO PRA ELE SE ACHAR NO QUE OUVE.MAS ESPERO TAMBEM TERMINAR COMO A HISTORIA NARRA,ME CASANDO COM ELE!POIS A MINHA HISTORIA FOI IGUAL E ME SENTI QUANDO EU SOUBE, PRIVILEGIADA EM ELE 30 ANOS DE POIS SE ENTREGAR PRA MIM ALGO MUITO IMPORTANTE PRA ELE E TA SENDO PRA MIM.FOI LINDO SABER

  10. Sou Virgem,queria saber se alguem pode me ajudar com alguma ideia ou dica de perder a virgindade..Abraço e Obrigado

  11. NOSSA EU TAVA NA NET PROCURANDO ALGO AI ENTREI DO NADA E LI A HISTORIA Q TEM HAVER COMIGO

    EU TBM SOU VIRGM, TENHO 25 ANOS

    E NAO ESTOU COM NENHUMA PRESSA DE PERDER.

    QUE BOM QUE EXISTE CARA Q NEM EU, SEI Q É RARO E POR ISSO Q EU PRESERVO!!

    COISA RARA Q OS OUTROS ZOAM MENOSPRESA ATE FAZ PIADA,,, MAS EU DOU MTO VALOR E TENHO MTO ORGULHO!

  12. suzan, tenho um amigo meu perfeito para voçê ;) nao quer perder com a namorada e tem que aprender rapido jajaja, ou faz com gente desconhecida assim deste tipo ou vai algum sitio de prostituiçao de certeza !!!

  13. ola, gostei muito de ler este texto..começei a ler ainda quando era virgem, neste momento tenho 18 anos e perdi minha virgindade na no ultimo mes de 17 anos ! a minha namorada era virgem também , se quiserem posso relatar por completo a historia, digam-me como e para onde tenho que mandar e assim o farei; mas assim por alto, foi "diferente" do que esperava, todos vamos com a idea dos filmes "porno" na hora H as coisas nao sao bem assim, nao durou "muito" foi só uns minutos, foi "dificil" encontrar uma boa posição em que ambos estivessemos bem a vontade, e até ter prazer a 100% foi complicado, mas acho que tudo faz parte da experiencia…

    claudia motta se quiser posso enviar para voçê o que se passou comigo, nao tenho problemas em contar, tem é que ser em anonimato pois se a minha namorada descobre pode ficar zangada e estamos tao bem agora que nao quero estragar :P !!

    bjs e abraços

  14. sou um homem com 21 anos e sou virgem estou comessando namorar com uma mulher que não é mais oque fazer?

  15. Na minha primeira vez, eu estava ansiosa, excitada, mas tava querendo muito, queria ser mulher. Quando eu perdi meu cabacinho, aos 19 anos, foi na casa de praia dum ex. quando lá chegamos, ele foi tirando a minha calça, depois a minha calcinha. Já peladinha e deitada na cama, abri bem as minhas perninhas. Ele ficou de joelhos, entre as minhas pernas e encostou o pau na minha xoxotinha, mas não conseguiu penetrar, ele tinha um pau muito grosso. Eu, então, ajudei a abrir a xaninha, puxei os lábios bem para fora para ficar abertinha e ele começou a me penetrar. Ele foi metendo devagarinho, entrou com muita dificuldade, apesar de eu querer e estar muito excitada, molhadinha. Quando rompeu meu selinho e entrou, gritei de dor, empurrei-o para trás, comecei a chorar convulsivamente e sangrou muito, parecia uma menstruação abundante. Ele parou, e não continuou mais, ficou assustado com a minha reação. Ele puxou o lençol e colocou no meio das minhas pernas para aparar o sangue que me escorria. Ficou deitado ao meu lado acariciando os meus pentelhinhos e chupando as minhas tetinhas. Não deu nem tempo pra ele gozar. Saímos dali e jogamos o lençol na beira da estrada, pois estava todo ensanguentado. Já na segunda, foi com meu marido, doeu, não sangrou nem chorei. Depois de muito tempo meu marido me contou que quando me comeu a primeira vez, ele ainda era virgem! Ele não tirou o meu cabacinho, mas eu tirei o dele!

    1. Eu me identifiquei com a sua história…eu perdi minha virgindade com meu ex tb…e ele era virgem tb…gostaria de ter me casado com ele mas não deu certo…e agora eu recebi o convite de um rapaz que quer perder a virgindade dele comigo…ele pensa que sou virgem mas eu tenho o tal de hímen complacente…será que a primeira vez de um homem faz com ele se apaixone perdidamente pela pessoa…eu naum quero magoar este rapaz…

  16. Filósofo, parece que o segredo é mesmo esse, encontrar alguém que seja especial, porque se você preserva a sua virgindade me parece ser algo que valoriza, ou seja espera por "aquela pessoa" se não já a teria perdido com qualquer garota de programa por exemplo. Acho que o principal é ser sincero, mas não sei se deve contar "de cara", porque a mulher normalmente não está habituada a topar com um virgem, é cultural, "homens devem perder a virgindade muito cedo, se não é porque existe algo errado com eles" na minha opinião puro machismo, mas isso existe e se o cara conta que é virgem a mulher de modo geral fica confusa. No caso do conto ele não havia falado nada antes, só depois rs, mas era um relacionamento onde os dois estavam de fato envolvidos e o ato sexual foi o despecho natural da situação dos dois, não sei se ela soubesse antes como a história teria se desenrolado, penso que ela ficaria muito ansiosa, a mulher comum não está habituada a ser a iniciadora sexual de um homem e pode ser que por isso as mulheres para qeum você contou tenham se afastado, não que o tivessem despresando mas penso que é por medo de não saber como agir com um homem virgem.

    Pode ser que a mlehor estratégia seja a do personagem do conto, esperar e falar "depois" rs

    Mas quem sabe essa seja só uma visão feminina seria bom saber o que outros homens pensam, como eles agiram, afinal todos já forma virgens um dia!

    Beijos

  17. Olá a todos, nossa Claudia muito interessante sua história, de fato é difícil encontrar homens virgens, tenho diversos colegas e alguns amigos, eu sou homem e tenho 21 anos e, nunca tive relação com ninguém, ou seja, sou virgem, eu sou muito sincero e já falei isso para algumas meninas, e nunca fui compreendido, pelo ao contrário, fui de certa forma rejeitado, pois essa moças a qual falei, queria ter um relacionamento sério, e não fui compreendido, ainda espero ter esse momento maravilhoso, mas com uma pessoa que me ame verdadeiramente.

    Mas será que as mulheres querem de fato um homem que seja sincero em tudo, pois até agora não achei.

    Bjs

  18. É MUITO IMPORTANTE LER , O QUE ESTA ESCRITO . MIM FAZ LEMBRAR TAMBEM, QUANDO FIZ AMOR A PRIMEIRA VEZ , FOI COM UMA MULHER CASADA E MAIS VELHA, FOI MOMENTO UNICO , HOJE SOU CASADO, E NUNCA TRAI MINNHA ESPOSA , SO TIVE DUAS MULHER NA MINHA VIDA , E AMO MINHA ESPOSA . BEIJOS

  19. @ bia.

    O Eu Mesmo é o cara de quem falei no meu post. Penso que ele pode te dar uma "boa visão" masculina.

    Beijos

  20. bia.

    Talvez possa ajudar voce em alguma coisa. Antes de mais nada, gostaria de ter mais informações.

    1- qual a sua idade?

    2 qual a idade dele?

    3- como são os medos e inseguranças dele?

    Se voce quiser responder para meu e-mail, peça à B.

  21. @bia.

    Entendo a sua peocupação e acho bonito que você queira que tudo seja perfeito para ele, o incomum no seu caso é que você sabe que ele é virgem e acho que por isso se sente meio responsável, no meu caso eu não sabia. Olha eu escrevi o texto e comigo aconteceu exatamente o que relatei. Penso que o segredo é a confiança que deve existir entre os dois, é começar com uma troca de carinhos e deixar fluir livremente as sensações, deixar acontecer sem estar planejado porque quando se planeja muito cria-se expectativas demais e no caso dele pode ser que se sinta pressionado, tudo tem uma hora certa e só vocês é que podem saber se o momento é aquele ou não, porque se for pode ter certeza que será perfeito. Mas acho que essa é uma visão feminina, seria bom contar com uma opinião masculina sobre o assunto, saber de fato o que um homem sente na primeira vez e como ele idealiza que ocorra. Posso perguntar para um homem e pedir que ele dê sua "visão masculina", ele frequenta sempre esse blog,é um cara muito sensato e tenho certeza que se puder terá prazer em ajudar, a B sabe quem é, pode ser que ajude. Não sei se consegui te ajudar, qualquer coisa pergunte.

    Beijos

  22. Boa noite!

    Bem acho que este post já tem um tempinho, mas como estou apaixonada por um rapaz virgem, mais velho do que eu, ando por este meio virtual a ler as experiências alheias.

    Eu sou já experiente, bem ou mal vou me safando, mas sinto os medos e as inseguranças dele, tenho receios por ele, porque quero que ele tenha um momento tão perfeito como eu tive!

    beijos e belo blog

  23. Oi.

    Meu namorado era virgem, mas ele só me falou depois. Gostaria que ele me contasse na hora que aconteceu, é muito legal quando um homem fala, é raro para a mulher saber que "iniciou" um homem sexualmente. Só para variar eles bem que poderiam nos dar "esse prazer" de saber que fomos responsáveis pela entrada deles no "mundo do sexo a dois", ou três, enfim dependendo da opção de cada um rssss

  24. Oi Claudia.

    Parabens! Vou mandar,por aqui a minha primeira vez. Assim que tiver tempo.

    Beijos a B e a voce.

  25. Pois é Vic. É mesmo intrigante esse comportamento masculino, ou melhor dizendo esse "silêncio" masculino. Eles são sempre os primeiros a dizer que fizeram e aconteceram mas na hora de "dar as caras" somem. Aliás "sumir" é a palavra de ordem deles (rs).

    Também gostaria de saber o que eles sentiram, se toparam com uma virgem como foi e assim por diante. Então caras dá para falar.

    Beijos

  26. Concordo! Concordo! Concordo!. Machismo puro e cristalino do Machão rs. Parece que os homens tem memória fraca e não conseguem lembrar nada da sua "primeira vez" ou não querem falar para não ter que admitir que estavam tão preocupados com o "seu precioso" que nem prestaram atenção na mulher com quem estavam. será que é tão raro encontrar um cara que tenha "inciado" uma mulher? Será que toparam com uma virgem e fugiram? Quantas dúvidas e nenhum homem para responder, que lástima rss

    Parabén B e Cláudia muito bom ter coisas interessantes para ler que não ficam só no "aquilo na coisa" e a "coisa naquilo" rs

    Beijos

  27. Oi.

    Que comentário mais machista do Machão (tembém com esse pseudônimo rs). E a dor que a mulher sente? Não tem importância. Me poupe rs

    Beijos

  28. Oi.

    Confesso, confesso, confesso! Nunca desvirginei uma garota, que pena! Acho que ia gostar muito. Satisfaz o ego ser o primeiro, deve ser ótimo, tirando a dor que deve dar no p** afinal tem que fazer força né? Rsssssssssssssssss

  29. Oi

    Cláudia gostei muito do texto, não tive nenhuma experiência assim. Mas me lembrei do cara que me desvirginou e fiquei pensando que nunca mais o vi. Também fiquei curiosa em saber o que "eles" pensam, e se pinta esse sentimento de ser responsável pela mulher.

    Os homens de plantão poderiam matar essa IMENSA curiosidade feminina? rsss

    Beijos

  30. Oi Pedro.

    Bom saber que a história te trouxe "ótimas lembranças". Tenho certeza que ela também ficou muito feliz por você ter contado que era virgem. Não sei bem porque, talves seja o instinto feminino (maternal) dá vontade de cuidar do cara, você se sente responsável por ele. Não sei dizer se os homens que já dirvirginaram uma mulher têm esse mesmo sentimento. Pode ser uma coisa só feminina mesmo. Está provado que a "lógica" feminina e a masculina são completamente diferentes. Ainda bem. VIVA A DIFERENÇA!!! (RS)

    Agora já tenho dois depoimentos masculinos sobre o assunto. Obrigada pela contribuição. Quanto mais souber sobre o assunto melhor, dá para escrever algo com depoimentos reais.

  31. comigo aconteceu exatamente a mesma coisa….fui desvirginado pela minha namorada, q era mais velha do q eu…lembro q a primeira vez foi rapida rss ela veio por cima e eu logo gozei….no mesmo dia eu contei a ela q até então era virgem….depois desse dia tudo melhorou muito e cheguei a desvirgina-la analmente depois rs

    essa história me trouxe otimas lembranças !

    bjs

  32. Oi Cirurgião.

    Apesar de na hora ser ruim perceber que a nossa fantasia não se realizou, nada a melhror que o esclarecimento dos sentimentos, pode doer na hora mais depois o relacionamento flui muito melhor, sinceridade é mesmo a palavra chave. Se é para ser só uma amizade que seja, afinal amizades são um tipo de relacionemento muito bom na vida de qualquer pessoa. E voce tem razão quando diz que cada novo relacionamento é "uma primeira vez" e ainda bem que é assim, nos desafia e isso é na minha opinião o "grande tempero" da vida.

    Obrigada pelas palavras de incentivo, escrever é de fato o que mais gosto na vida!

    Beijos

  33. Oi Cláudia. Parabéns pelo belo texto.

    De fato é um assunto delicado para um homem falar da sua "primeira vez", sorte do cara que teve essa "primeira vez" com uma mulher delicada e que soube compreender.A "primeira vez" é sempre uma descoberta. Mas em termos de realcionamentos estamos sempre descobrindo algo, ontem por exemplo descobri que tinha uma fantasia sobre uma mulher que acabou. Ela não tem mesmo o menor interesse por mim, em termos sexuais e confesso que o ero foi meu, ela já havia me dito isso e demonstrado também, mas sabe como é o maior pecado de um homeme é a vaidade e eu achei que na hora H ela se renderia aos meus encantos (rs). Puro engano. Mas foi bom, pelo menos agora temos uma situação esclarecida, sem fantasias de minha parte.

    Bom, esse comentário é só para ilustrar que acho que cada relacionamento é "sempre uma primeira vez", um aprendizado.

    Beijos e Claúdia, Boa Sorte. Você tem mesmo muito talento para escrever.

  34. Oi Kadu.

    Se voce puder resumir em uma página é legal. Caso você não se importe que seja uma coisa pública (pode ser bom quem sabe incentive outros carss a contar suas expriências), pode mandar por aqui mesmo.

    Beijos

  35. Olá Cláudia, Camila!

    Vocês querem todos os detalhes, timtim por timtim??? Quer que escreva um jornal ou uma página??? Acho que posso contar como foi minha primeira vez sem problemas… Quer que envie por aqui, ou algum e-mail específico?

  36. Oi Camila.

    Obrigada pelos comentários. Não tinha pensado nisso de fato se algum homem quiser falar quais as sensações envolvidas na sua primeira vez como o que sentiu física e emocionalmente por exemplo pode dar ótimas idéias para uma nova história. E aí alguém se candidata a ser "personagem", olha que é um forma de se tornar "imortal" rs. Pode deixar que se der certo darei todo o "crédito" ao corajoso rapaz, a não ser que ele prefira ficar no anonimato (rs)

    Beijos

  37. Oi Gente!

    Muito legal o texto. Não sei a Cláudia, mas eu gostaria muito de ver um depoimento masculino. Dá para algum cara se abrir e contar o que sentiu "de fato", machismos a parte na sua primeira vez.

    E Cláudia eu não havia lido o seu outro conto Iniciação, li agora e adorei…

    Esse blog é o que há de bom gurias e guris.

    Parabéns B e Claúdia.

    Beijos

  38. Oi Kadu.

    Obrigada pelos comentários. Realmente é muito raro um homem admitir para a mulher que é a sua primeira vez. Para um casamento isso faz um vínculo diferente, as vezes também complica um pouco, mas só o fato do cara ter sido tão sincero é uma coisa que encanta mesmo qualquer mulher.

    Beijos

  39. Olá Cláudia!! Olá B!!!

    O texto é perfeito como o anterior!! O final me lembrou um pouco minha primeira vez… ao contrário dele eu disse a moça, ela já tinha bastante experiência, mas achei engraçado quando no final ele disse que eu não tinha parecido virgem, apenas nervoso!

    Imagino que o casamento de vocês deve ser muito feliz!!

    Concordando com a Jolly, a mulher que é a primeira de um homem pode se sentir a tal! Principalmente se tiver a mesma paciencia e amabilidade do texto!

    Aguardo novas histórias suas Claudia! B, o blog continua perfeito!!!

  40. Olha só o maxismo! O cara é que é o "tal" e a mulher que inicia um homem, não é a "tal" também? se alguma garota ai já fez isso gostaria de saber qual é a sensação, eu nunca fiz. Todo cara que conhci era "experiente", mas nem sempre satisfatório rs.

    Bj

  41. Oi

    Eu também queria ter sido o cara e conhecer essa mulhr intimamente rsss. Pra dizer a verdade nem me lembro como perdi a minha virgindade, estava completamente bêbado e nunca transei com uma virgem deve ser uma bela experiência. Faz o cara se sentir o tala né rssss

  42. Claudia, este seu novo texto é ainda mais contundente e o resultado é positivamente transgressor, inquietante. Na boa, ainda que "tenha que manter a minha fama de mal, afinal eu sou o BILL LAW", quem dera ter sido esse personagem e te conhecer na intimidade. Loucura, loucura, loucura…

    Parabéns a B pela divulgação e Cláudia, continue nos brindando com seu talento e bom gosto em escrita. Até mais!

  43. Oi Cláudia e B.

    Muito bom. Adorei saber que ainda existem homens virgens que não tem vergonha de confessar. E é legal saber como uma mulher com a particularidade da personagem conseguiu administrar essa "insólita" situação rs. Alguma mulher por ai já foi responsável pela iniciação de algum homem? Não vale o namoradinho de 13 anos de idade, atrás do muro da Igraja, porque ou ela tinha a mesma idade dele ou se era adulta era muito tarada rsss. Estou falando de um homem adulto e uma mulher adulta.

  44. Oi.

    Parabén Cláudia gostei muito do conto, li o seu anterior e já havia gostado bastante.

    Quando "perdi a virgindade" foi com uma profissional e lógico não precisava contar nada para ela rsss. Mas ao ler o conto fiquei pensando que gostaria muito que tivesse acontecido com alguém significativo. Imagino o desafio que foi para a personagem lidar com uma semi-virgindade (dela) e uma absoluta virgindade (dele). Queria mesmo era conhecer uma mulher competente assim, tema alguma no pedaço? rssss

  45. Oi Cláudia.

    Assunto mais interessante esse. Nunca topei com um virgem, ou se topei o cara não me contou. Deve ser uma experiência muito desafiadora para uma mulher. Uau! Tem algum virgem no pedaço que quira partilhar essa experiência comigo? Garanto que vou ser muito carinhosa rsss

    1. O assunto e interessante, a minha decepccao de tudo que eu li aqui, e de saber que existem homens virgens os quais se envergonham disso ao ponto de nao contarem as sua namoradas, para mim, isso nao um motivo de vergonha, mas sim, de orgulho.

Os comentários estão encerrados.