Lubrificante Íntimo

Tudo o que você queria saber sobre lubrificantes íntimos e tinha vergonha de perguntar…

Dia desses, mexendo em meu kit básico para safadeza (que vai para onde eu for), percebi que a bisnaga de lubrificante íntimo estava acabando. Anotei a necessidade básica mentalmente e quando fui caminhar dei uma passadinha na farmácia para comprar. Como sou descarada, fiquei conversando com a mocinha da drogaria, perguntei preços, marcas, se tinha novidades, aproveitei para perguntar de camisinhas e tal… A menina chegou a ficar ruborizada em um e outro momento, era bem branquinha, mas no geral até que se saiu bem profissional. Os tempos estão mudando.

Foi então que percebi que dois balconistas perto de nós cochichavam, rindo, falando sacanagem. Me aproximei e fiz as mesmas perguntas a eles que, meio desconcertados, respondiam de maneira muito profissional como a mocinha. Devem ter treinamento interno. Me debrucei um pouco no balcão e comentei: “Porque há tanto preconceito num artigo de primeira necessidade?”. E nisso, um dos rapazes não aguentou e soltou a língua:“Ahhhh, quisera eu que fosse de primeira necessidade, que toda mulher desse o …” e parou a frase no meio, certamente percebendo que tinha falado demais. Putz, eu até ri do desabafo grosseiro, e com meu jeito didático de ser perguntei: “E quem disse que lubrificantes íntimos só servem para sexo anal?!”

O que é Lubrificante Íntimo?

Que a natureza é sábia, disso ninguém duvida, tanto que para facilitar os“trabalhos procriativos” criou mecanismos naturais onde a fêmea, devidamente excitada, recebe o macho com certas facilidades (a famosa lubrificação feminina), digamos assim, mas… Como seres safadinhos que somos, quem disse que sexo bom é só heterossexual e para procriação?! E nesta odisséia exploratória no mundo da safadice, o homem (raça humana) mesmo sem ser Bom Bril (eita jabá!) descobriu mil e uma utilidades. Beija um pouquinho, excita um pouquinho e… Tchanammmmm! Eis que ele elege a saliva o primeiro lubrificante íntimo e natural.

Promoção Aniversário AVS 2 anos

E por falar em natural, natureza, você sabia que vegetais podem ser muito interessantes quando usados com criatividade?

Brincadeiras à parte, a saliva é uma alternativa, mas negar-se à evolução é burrice, não é mesmo?! É claro que sempre teve gente mais criativa como o Marlon Brando na antológica cena da manteiga em O Último Tango em Paris, mas estas aventuras com comestíveis podem ser bastante indigestas, em todos os sentidos. Se há alguns anos a citada manteiga, vaselina, óleos naturais e outros eram utilizados de maneira alternativa, hoje nesta era de AIDS e sexo seguro, está mais que provado que os lubrificantes à base de água são os mais indicados. Afinal, podem ser usados sem restrição junto ao uso de preservativos, acessório imprescindível a qualquer relação sexual neste mundo moderno.

Atualmente, graças aos avanços tecnológicos da indústria farmacêutica tem lubrificante íntimo ao gosto do freguês. Inodoro, com aromas, sensação quente… Uma amiga, ainda mais safadinha que eu, disse que existe até com anestésico, mas essa eu não conheço não. O que sei é que graças a essa maravilha, o lubrificante íntimo, cada dia ficou mais gostoso brincar de fazer sexo. Sim, brincar, pois o lado lúdico é essencial.

Usando e abusando de lubrificantes íntimos

Ah, e quem desde o começo deste post está se coçando querendo saber quais as tais outras maneiras de usar lubrificante íntimo que não seja no sexo anal, acho que posso rapidamente enumerar algumas das minhas preferidas.

  • Cotidiano – Fazer sexo com camisinha pode ser desconfortável às vezes, mas com o uso do lubrificante não tem isso não!
  • Massagem – Sim, massagem, porque não?! Só não digo onde e nem com quem.
  • Brinquedos eróticos – Mesmo revestindo os brinquedos eróticos (dildos, plugs, vibros…) com preservativos previamente lubrificados, o uso do lubrificante só ajuda o manuseio e prazer
  • Masturbação – Masculina ou feminina, em si ou no outro, masturbação com lubrificante é sempre mais agradável, malemolente, gostosinha mesmo. A mão desliza melhor e a área massageada pode ser muito mais manuseada sem causar irritação.
  • Footjob – Sei o que estou dizendo, masturbar com os pés “à seco” é terrível!!! O que seria o sonho de qualquer podólatra vira pesadelo de masoquista.
  • Fisting – Este, sem comentários, não consigo imaginar um fisting (introdução anal ou vaginal da mão, pulso, braço, ui!!!) sem lubrificante íntimo.
  • Strapon – Tanto faz entre mocinhas e mocinhos ou mocinhas e mocinhas… O strapon (uso feminino de cinta e dildo para a penetração anal ou vaginal) é outra prática que com lubrificante íntimo fica muito melhor.

Transforme a sua vida secreta num pedaço do paraíso

E depois de tanto que falei, acho que já dá pra ter uma ótima noção do quanto o uso do lubrificante pode tornar o sexo ainda mais gostoso e transformar a sua vida secreta em um pedaço do paraíso, já pensou? Esqueça esta coisa de que lubrificante íntimo é só para sexo anal. Ouse! Como disse antes, existem N maneiras de apimentar a vida sexual com o uso deles, cada um tem a sua.

Aproveito para dar uma dica boa. Tá rolando por aí uma promoção super interativa ligada a lubrificantes íntimos que promete levar você ao paraíso, quase literalmente (hummmm… Tahiti… a dois… já pensou?!). Tornando o ato de amar ainda melhor, à sua maneira, e não apenas a uma das  minhas dicas  safadinhas acima citadas. Opa! Promoção, lubrificante, interatividade… Eita que falaram minhas palavras mágicas. Tô dentro!  (Pra quem não entendeu a piada, é coisa de twittermaníaca e viciada em promoções.)