Forum de Ele Ela

Esta semana o Geraldo do Sobretudo de Lona fez um comentário sobre as proliferações de sites e blogs de temática erótica escritos por mulheres. Não vou entrar no mérito da questão, mas ele disse que as peripécias sexuais descritas nos blogs são repletas de acrobacias (acrobacias?) dignas do antigo Fórum da revista Ele Ela. E ainda contou sem dó nem piedade que Papai Noel não existe, quer dizer, que os textos da revista não eram relatos, mas coisa feita por profissionais de redação. Magoei aqui… Adorava aquela sensação meio voyeur de estar vendo pelo buraco da fechadura. Se bem que tenho que confessar que sempre desconfiei, apesar de toda aquela putaria explícita, era tudo muito arrumadinho, com começo, meio e fim. Inclusive tenho o descaramento de dizer que me inspirei nos relatos do tal Fórum para fazer o Me and My Secret Life. Queria um toque confessional, mas sem frescuras, algo bem do meu jeitinho.

Nossa! Minha mente voou, fiquei até nostálgica aqui. Devo confessar que as minhas primeiras fontes de leitura de sacanagem foram através do Fórum de Ele Ela e em imagens eram aquelas revistinhas de sacanagem suecas com um monte de loura peituda e homens de pau rosa. Até conhecer um pau moreno achava que todo pau era rosa. Meu pai adorava aquelas revistas e quando morreu, minha mãe deu todas para os meus irmãos mais velhos (que eram super desleixados e eu, curiosa, lia tudo). Isso sem contar o Relatório Barão, também na revista Ele Ela que era escrito pelo jornalista Leo Borges. Ali foi o primeiro lugar que eu li sobre fetiches e achava tudo muito doido, mas fascinante. E se a Cicciolina conta como informação de sacanagem também, tinha umas fotonovelas numas revistas pequeninas repletas de espanholas naqueles peitões, duplas penetrações e muita esporrada nos peitos e bunda. É… Sacanagem em tempos sem internet era algo bem diferente. Hoje em dia o Google é melhor que Red Bull, nos dá asas…