Elas gostam de homens mais velhos

O post Quero Deixar de Ser Virgem e Não Consigo é um dos mais acessados. Recentemente ele rendeu um outro post  Qual a Hora Certa Para Deixar de Ser Virgem? E, é claro, imagino que a maior parte dos paraquedistas que chegam aqui via-google sejam virgens que querem deixar de ser.

Até aí tudo bem, sem problemas. Estou sempre respondendo os comentários. Trazendo à tona informações sobre a responsabilidade de uma vida sexual saudável (física e psicológica), lembrando que virgindade não é moeda de troca e que cada um sabe qual é o seu melhor momento. E ressaltando que, principalmente, se há dúvidas é porque não é o momento certo. No entanto, um comentário recente me chamou atenção e não foi por causa das dúvidas comuns.

“Bom eu tenho 16 anos e namoro um cara de 28 anos ah 3 anos de enrrolação sabe de namora e se separa porém eu já tentei varias vezes perder a virgindade muitas vezes mesmo so que todas as vezes eu mando ele para porque ta me encomodando porque ta doendo e isso deixa ele um pouko extressadinho sabe como é homen née………I eu ja nao sei mais o que fazer para dar a ele o prazer…quero muito perdeer a virgindade com ele so que nao sei o que acontece comigo que na hora trava tudo..”

E o que me incomodou neste comentário, não foi a idade dela (16 anos, nos dias de hoje, nem é tão novinha assim), tampouco o desejo de deixar de ser virgem com o namoradinho de três anos de idas e vindas, mas… Se ela tem 16 anos e namora ele desde os 13, ele tem 28 anos e namora ela desde os 25. Uma menina de 13 anos, pode até ser aparentemente uma mulher, mas… É uma menina. Um homem é um homem, aos 25 ou aos 28. E nem bem eu estava pensando em comentar este assunto, outro leitor respondeu o comentário dela no próprio post.

“O que acontece no caso, é inexperiência. E por conta da inexperiência, ela não se sente à vontade prá isso. Particularmente, acho que a menina está fazendo da virgindade dela um presente pro cara…uma forma de evitar que ele procure fora o que não tem “em casa”.

Particularmente, acho que o cara devia ser preso, porque um cara de 25 anos que pega uma menina de 13 configura pedofilia, que é crime. No mínimo esse figura deveria ser internado.

Conselho de “amigo”: larga esse tarado e vai procurar alguém que possa aprender com você. Alguém que não te faça sentir pressionada a algo para o qual você não está preparada e, principalmente, alguém que saiba esperar teu tempo sem se estressar.”

Não sei se é pra tanto, mas como eu disse antes, também me senti incomodada pela informação. Por cuidado, para incentivar a troca de relatos e informações, não costumo pré-julgar quaisquer que sejam os relatos que recebo. Acho importante tentar manter uma imparcialidade, buscar informação e responder de maneira bem objetiva. Acho que o melhor do AVS (A Vida Secreta) é tentar ser um canal sem preconceitos. Ainda assim, eventualmente fico surpresa com uma ou outra informação.

Vamos por partes então, são dois os assuntos distintos a serem tratados, a relação entre homens mais velhos e meninas mais novas e o eterno dilema entre desejar iniciar uma vida sexual e não conseguir.

O que é pedofilia?

Antes de tudo, vamos informar com propriedade o que é pedofilia. Segundo este site que usa como referência informações da Organização Mundial de Saúde, a pedofilia é uma doença, distúrbio psicológico e desvio sexual (ou parafilia).  Caracteriza-se pela atração sexual de adultos ou adolescentes por crianças. O simples desejo sexual, independente da realização do ato sexual , já caracteriza a pedofilia. Não é preciso, portanto que ocorram relações sexuais para haver pedofilia.

Na legislação brasileira, não existe um crime intitulado pedofilia, mas sim, comportamentos que podem ser considerados crimes e são eles:

  • Atentado violento ao pudor – Prática de atos libidinosos cometidos mediante violência ou grave ameaça. São considerados atos libidinosos aqueles que impliquem em contato da boca com o pênis, com a vagina, com os seios, com o ânus, ou a manipulação erótica destes órgãos com a mão ou dedo. Também atos que impliquem na introdução do pênis no ânus, no contato do pênis com o seio ou na masturbação mútua.
  • Estupro – Constranger criança ou adolescente à conjunção carnal mediante violência ou grave ameaça.
  • Pornografia Infantil – Apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias, imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo crianças e pré-adolescentes.

Atenção! É importante ressaltar que só é considerado pedofilia, caso estes crimes tenham sido praticados contra crianças menores de 14 anos.

Segundo a Wikipedia, a Organização Mundial de Saúde para caracterizar um indivíduo como pedófilo, entre outras especificações, ele tem que ser maior de 16 anos e ser ao menos cinco anos mais velho do que a(s) criança(s) citada(s) no critério. Este critério não se aplica exatamente a indivíduos com 12-13 anos de idade ou mais, envolvidos em um relacionamento amoroso (namoro) com um indivíduo ao final da adolescência – entre 17 e 20 anos de idade. Haja visto que nesta faixa etária geralmente acontecem diversos relacionamentos entre adolescentes de idades diferentes. Namoro entre adolescentes e jovens não é considerado pedofilia por especialistas no assunto. (Exemplo: O namoro entre uma adolescente de 14 anos e um jovem de 18 anos)

Diferença de idade ou pedofilia?

Atualmente, um casal no meio artístico, Marcelo Camelo e Mallu Magalhães, está dando o que falar na mídia, afinal, ela tem 16 anos e ele 30. Ele, um bem sucedido cantor e compositor, ela, um fenômeno artístico e estrela em ascensão. Particularmente, acho que fazem até um casal bonitinho. O assunto rendeu até matéria no Fantástico.

(Continua na outra página)

Outro caso, de conhecimento público, de um homem mais velho que se envolveu com uma menina é do casal Caetano Veloso e a Paula Lavigne. Ela tinha só 13 anos, e assume que “atacou” o moço no aniversário dele de 40 anos. Era apaixonada por ele e disse que se não perdesse a virgindade com ele não seria com outro (ou algo parecido). Se na época o caso tivesse vindo à tona, certamente teria sido considerado pedofilia. Essa paixão dela por ele foi tanta, que anos mais tarde casaram e ficaram juntos por quinze anos.

Nos EUA, o cantor Jerry Lee Lewis foi obrigado a casar com a prima de 13 anos pelo mesmo motivo. Afinal, era um adulto com uma menina de 13 anos. No entanto, no caso do Caetano, a menina em questão admitiu ser a sedutora, e aí? Como fica?

O fascínio por homens mais velhos

Sei que muitas meninas tem fascínio, quase fixação por “homens mais velhos”. Com esta idade, eu mesma sequer olhava para um rapaz que não tivesse, no mínimo, cinco anos mais que eu. Aos 16/17 anos eu costumava me envolver com homens de 22 a 28 anos. Quase casei com um de 34, ou seja, 17 anos mais velho que eu.

E, é claro, minha mãe já tinha suas preocupações (cheias de fundamento). Seu medo, não era que eu deixasse de ser virgem, mas que me envolvesse com algum tarado, psicopata, lobo em pele de cordeiro. Como eu disse, ela tinha razão em seus cuidados, e me amarga muito admitir isso.

Na adolescência, há um abismo de diferenças entre os sexos. Meninas são tão mulheres, enquanto os homens são só garotos, como já dizia Leoni em Garotos II. Algumas garotas realmente ignoram garotos de sua faixa etária. Só tem olhos para “os caras mais velhos”. Pelo prazer da conquista,  talvez…

Às vezes, nem há uma via de mão dupla. Este é o período onde mais vivemos amores platônicos. Professores, pais e irmãos mais velhos de amigas… Eis um momento que as meninas realmente atacam, e se o tal objeto de desejo não tiver um pouco de consciência, se envolve mesmo. E como em tese a vida sexual de um homem normal não fica à base de beijos e abraços apenas… Eis o primeiro conflito.

Eles preferem as virgens?

Já recebi inúmeros e-mails, de rapazes na faixa dos 20/22 anos, que namoram meninas de 15/16 anos e vivem o dilema de comer ou não comer. Sim, pois os desejos sexuais estão aí, à flor da pele, mas “traçar” a namoradinha virgem é ao mesmo tempo a realização de um sonho e uma grande responsabilidade, que alguns ainda guardam certos escrúpulos.

Os mais safados, só querem dicas sobre como comer uma virgem. Dicas de como convencê-las, acreditem… Os mais concientes me perguntam, é claro, como convencê-las, mas principalmente, como não parecer um troglodita diante de tanto desejo. Mulheres fazem uma enorme expectativa. E por isso há tanta tensão e desconforto.

Particularmente, acho que alguns homens tem fetiches por virgens enquanto outros fogem delas. É claro que estas coisas deveriam rolar sempre por amor e envolvimento, mas a gente sabe que não é bem assim. Certa vez conversei com um cara que se orgulhava de ter “tirado três cabaços”. Tive vontade de vomitar, sabia? Não é à toa que a mulherada tem tanta reserva sobre com quem será sua primeira vez.

Bem-me-quer, mal-me-quer, bem-me-quer, mal-me-quer…

Como disse antes, procuro evitar julgamentos. O comentário da leitora deixou claro que ela está a fim. No entanto, a sua “trava”, como ela mesma diz, é um reflexo da sua incerteza.

Em tese, este cara jamais deveria ter se envolvido com uma menina de 13 anos, mas se envolveu e ela também. Sinceramente não acho que nesta idade temos noção de consequências e decisões definitivas, mas é exatamente nesta fase que temos coragem para namorar com o perigo.

Infelizmente, no caso da leitora citada acima, a impaciência dele com a natural insegurança dela parece indício do seu desinteresse e má intenção. Parece haver da parte dele um interesse sexual sim, que ela, desesperadamente, acha que é amor, mas… Será?!

Essa leitora, como a maioria das mulheres, acha importante que sua primeira vez seja com seu grande amor. É o ideal romãntico que nos é empurrado goela abaixo enquanto aos homens, ainda hoje, é indicado o extremo oposto, quantas mais, melhor.

E depois de tudo o que foi comentado acima, acho que está claro, só a própria pessoa pode saber seu momento certo, mas se há dúvida, definitivamente, é porque a decisão não está tão acertada assim…