Dicas de como criar (e manter) um Blog Erótico

Acabei de ler no PdHsobre o Movimento Blog Voluntário, a iniciativa é inspirada no Dia Global do Voluntariado Jovem (na verdade três dias 25, 26 e 27 de abril), e tem como objetivo não apenas movimentar este mundo blogueiro, mas principalmente fazer algo efetivo contra o Analfabetismo Digital. Resolvi então dar a minha pequena contribuição dentro deste meu mundinho safado e elaborei um texto sobre: “Dicas de como criar (e manter) um Blog Erótico

Do texto safadinho ao Blog Erótico

A quantidade de blogs eróticos que aparecem (e desaparecem) todos os dias é enorme. Parece que tal qual o Cinema Novo, onde bastava ter uma idéia na cabeça e uma câmera na mão para fazer um filme, hoje em dia basta criar um blog em um domínio grátis, ousar um vocabulário mais safado, buscar umas imagens na net e começar a blogar. No entanto, é e não é bem assim. Seja para escrever um diário erótico, uma coletânea de textos, contos e poesias (autorais ou não) ou uma simples seleção de imagens safadas, é preciso seguir umas regrinhas mínimas de conduta que eu vou tentar enumerá-las abaixo.

Crie uma ID e e-mail específicos

Blogs Eróticos são uma deliciosa terapia, mas… Resguardar a privacidade é não só importante como necessário. Crie um e-mail alternativo específico para o blog que será criado e a partir de então passe a usá-lo sempre que acessar qualquer coisa relacionada a ele. Para criar seu blog será necessário ter um endereço de e-mail para confirmação. É bom fazer isso antes de tudo.

Onde criar meu blog? Eis a questão.

Como eu disse antes, não bastam textos e imagens, eles têm que estar em algum lugar, não é mesmo? É claro que existem muitos outros lugares postáveis e grátis por aí (Spaces, Facebook, My Space), que acabam sendo uma mistura de site de relacionamento e blog, mas quando o negócio é criar um blog, melhor não inventar muito e correr para os braços do Blogger ou do WordPress. No entanto, fica uma opinião pessoal, apesar do Blogger ser mais antigo, não ter limite na postagem de imagens e ter maior compatibilidade com quase todos aqueles frus-frus (slide-show, musiquinhas e outras coisinhas) que a gente vê por aí, foi no WordPress que eu encontrei mais ferramentas de controle e navegação. Ou seja, ele não apenas é fácil de postar, como ainda é fácil de acompanhar dados estatísticos (quem lê, de onde lê, o que busca) do blog. Ambos têm o registro rápido e tem fácil administração, mas… Tenho que dizer também que saí do Blogspot por conta de uma invasão de pop-ups safados (aquelas janelas chatas que abrem por qualquer motivo), que nem bloqueador dava jeito. Viva o WordPress!

A escolha do layout do blog

Quem escreve quer ser lido. É muito, muito importante lembrar que um ambiente agradável de leitura facilita e muito a compreensão. Eu já cometi o erro de, por exemplo, na tentativa de um clima mais sensual usei fundos vermelhos e negros. Nossa! Que desastre. O vermelho, quando não é em detalhes irrita, deixa o outro incomodado. E o preto em contraste com letras brancas cansa a visão em três tempos. Ou seja, o melhor ainda é o fundo claro com letras escuras. Evite também o excesso de informação visual, quanto mais coisa piscando em seu blog, mais tira a concentração do leitor do que realmente importa, o seu texto. Limpeza visual não é frescura é técnica.

Não basta escrever putaria, tem que escrever direito

Por mais safado e envolvente que seja um texto, ninguém resiste a erros absurdos de português, excesso de abreviaturas ou ao linguajar “miguxês”. Se você decidiu escrever um blog erótico, é bom lembrar que não está no MSN. Que as letras trocadas durante momentos mais empolgantes não são vistas como “um desconcerto momentâneo devido ao excesso de tesão”, mas sim como um erro descarado. Escreva as palavras de maneira correta, e nem é a questão de usar eufemismos. Cu é cu, só não esqueça que não tem acento. Use vírgulas, pontos, exclamações e interrogações nos lugares certos, e se não souber, o Word ajuda e muito! Lembre-se que no momento que se propõe a abrir para o mundo os seus pensamentos mais safados, mesmo por trás de uma ID secreta você está também se comprometendo com o conteúdo do que está escrito.

Seja ético, dê crédito a quem é de direito

Leu um texto legal por aí, quer fazer uma citação? Otimo! Use o ctrl+c e o ctrl+v e pronto! Cole em seu blog, só não esqueça também de inserir a fonte, o lugar de onde tirou aquela informação. É ético, educado e carinhoso. Abuse dos links. Citou? Mesmo que dentro do texto, sem fazer grande alarde, insira o link na palavra de referência e nem precisa interromper seu texto. Já tive textos meus plagiados, onde a pessoa teve o descaramento de não apenas omitir completamente a minha autoria, como ainda trocou no texto a letrinha em questão de B. para a dela própria. E ainda agradecia os comentários elogiosos. Tenha paciência, né?

Use imagens, mas tenha bom senso.

Bom senso é uma expressão terrível, pois é ampla demais. No entanto, não tenho outra expressão. A regrinha sobre os devidos créditos vale para as imagens também. É claro que o que está na net é pra ser usado mesmo, mas como eu disse antes, é educado, ético e carinhoso creditar a autoria das imagens. Aqui n’A Vida Secreta eu adotei outra política, uso imagens da net, mas mantenho o endereço da imagem. Sendo assim, a Cesar o que é de Cesar.

Ainda sobre imagens e bom senso, mesmo quem escreve texto safado não deve nunca esquecer que os safadinhos que lêem, quase sempre, fazem isso de segunda à sexta em horário de trabalho. Isso sem contar que a maioria de quem acessa hoje a internet no Brasil o faz em lan houses. Portanto, se o seu site não tem aquele anúncio dizendo que se trata de conteúdo adulto e é necessário ser maior de 18 anos para abrí-lo, não custa nada maneirar um pouquinho.

Política da boa vizinhança

Se você já criou seu blog erótico, já seguiu todas as regrinhas acima e agora decidiu que é hora de divulgá-lo? Muito bem! Faça uma busca no Google, procure por blogs afins, comente um textos, deixe seu Nick Name e URL (endereço do blog) no lugar de direito, torne-se assíduo, mas nunca, NUNCA MESMO, peça para que o outro te adicione aos favoritos, que troque links. Isso é MUITO chato. “Meinha”, “troca-troca” é coisa de adolescente curioso e ainda indeciso quanto à sexualidade. Se o teu texto for bom, certamente a pessoa que ler o comentário vai querer saber mais daquele recém comentarista. Eu leio todos os comentários deixados aqui, visito todos os blogs, adiciono alguns em meus feeds e, se tem a haver com o meu gosto, adiciono aos Secret Links.

Portanto, se você é um leitor cheio de potencial, mas ainda tem um medinho de criar seu próprio Blog Erótico, esqueça a vergonha e vá à luta, nem é tão difícil.

25 opiniões sobre “Dicas de como criar (e manter) um Blog Erótico”

  1. como saber se o link no qual irei fazer o
    blog é realmente confiável ?
    o que fazer para não ter minha vida pessoal involvida por postagens no blog ?

  2. Adorei as dicas e me chamou a atenção o fato de ressaltar que as imagens que uso em meu blog são encontrados pela net. Vou colocar um aviso pitoresco lá ;)

    Valeu. Bjlhões.

  3. Pedi umas dicas para o meu amigo Bob e ele me mandou o link para cá.Já que por ser ainda iniciante nessa atividade posso estar cometendo erros sem saber, porque nem sempre o iniciante sabe o que é um erro ou simples prática comum na internet e nem sempre os blogueiro mais experientes avisam os iniciantes quando os veêm cometendo esses erros,criticam, penalizam,etc,o que é correto dependendo do caso mais é sem dúvida muito chato para ambos os lados.

    Muito elucidativo seu texto principalmente a questão das fotos que não sabia que tinham que ter referencias, e com toda certeza tirei bom proveito das informações prestadas. Obrigada!!

    Bju!!

  4. Adorei as dicas.
    e mesmo sem conhecê-las(o que fiz agora0 acho que fiz direitinho o que vc colocou…me ajudou um bocado as dicas…
    parabéns pela iniciativa!
    Ponto pra vc!
    ; )

  5. Como faço para convencer uma amiga minha que escreve super bem, mas se recusa a escrever textos eróticos?!

    Eu já recebi uma cronica dela, que a fez por brincadeira, mas achei super bonita e excitante ao mesmo tempo.

    Um beijão.

  6. Querida B, querida de amiga, não da força do habito de mulheres falsas. Desculpe a intimidade, mas com as leituras de seus textos e o compartilhamento de idéias, sentimentos e muitas vezes de situações me faz sentir próxima.

    Desde que comecei a ler o antigo lado B, você me excitava a contar os meus orgasmos, seja para vivê-los mais uma vez, ou pela simples sensação de compartilhar e fazê-los deliciarem em minhas loucas transas, como você o faz. O post de hoje é a faísca que explodirá no meu gozo, no meu blog.

    Ainda estou nas preliminares… Mas pelo visto terei ejaculação precoce.

    Amanda Carmim

  7. Suas dicas foram objetivas sem aquele ar de "auto-ajuda". E creio que elas valem pra muito blogueiro por aí. O meu muquifo incluso, obviamente. Sempre é bom lembrar algumas regrinhas úteis. Parabéns.

    Quanto aos linques, muito chato essa galera que fica cobrando. A coisa vem se houver afinidade. Confesso que esse é um assunto muito espinhoso para mim. Como comentar sem parecer que vc está ali só para deixar um linque pro seu próprio blogue?

    Abraço!

  8. Olha escrevo por razões egoístas, aliás escrevia… Pra aliviar toda minha frustração. Quanto mais eu transava menos pensava em sexo e escrevia. Outro ponto positico para que usa cinto de castidade. Escrever é ótimo!

  9. Muito bom o texto! Tem ótimas dicas para quem está começando ou já é experiente. Fora que elas não são só para Blogs eróticos (rs)…Servem para todos os tipos de Blog.

    E também cometo esse pecado na parte as imagens. Mas, como já foi dito, as imagens que pego no Google Images já passaram por tanto Blog/Site que você nem sabe mais se aquele crédito é confiável. Infelizmente. Porém, sempre dou os créditos quando tenho certeza quem é o autor da imagem ou foto.

  10. Bob, eu tb cometo este pecado, como eu disse tenho usado a própria URL das imagens para tentar minimizar isso, me referi mais específicamente a quem pega em sites de fotógrafos e tal… Poxa, se admirou, gostou, porque não partilhar? Em um dois blogs que etnho, passei a só postar imagens que tenham site do fotógrafo, para assim compartilhar a informação. Aliás, a net é isso, compartlhamento de informações.

  11. Só cometo um pecado, quase sempre esqueço de creditar as autorias das fotos que acho. SE bem que através do google images, a imagem já passou por tantas mãos que quase sempre também o credito já está pra lá de perdido. Mas vou tentar me atentar mais a isso. De vez em quando me lembro deste detalhe.

Os comentários estão encerrados.