De olhos bem vendados

Sou uma adepta incondicional de jogos eróticos. A privação de um dos sentidos pela potencialização de outros é um deles. Ao privar alguém da visão, vendando, estamos provocando no outro a necessidade de buscar nos sentidos restantes, meios para que possa decifrar o que se passa. A audição, o olfato, o paladar, o tato, tudo fica mais aguçado. Sem contar a imaginação, que corre solta. Este conto erótico da Cláudia Motta trata disso, uma brincadeira com os sentidos a partir da privação de um deles. Deliciem-se, como eu…

De olhos bem vendados – Texto enviado por Cláudia Motta

Acordei pela manhã ouvindo o barulho de crianças brincando no playground do prédio ao lado. Abri a janela e vi que um grupo de meninos e meninas brincava de “cabra-cega”. Lembrei do meu tempo de criança onde junto com esconde-esconde, essa era uma da brincadeira prediletas que fazíamos. Em comum parece que as duas brincadeiras têm o fato de alguém estar fora de nosso campo de visão e talvez isso torne a brincadeira tão excitante.

Jogos de mostrar e esconder nos fascinam desde a infância, parece ser uma preparação para a vida adulta onde mostramos e escondemos sempre algo de nossas personalidades.

Passei algum tempo observando as crianças e principalmente o comportamento de quem estava vendado. Isso me fez pensar que os jogos fazem parte da fantasia do ser humano, quando crescemos continuamos jogando só que agora “jogos de adultos”.

Parece que gostamos de jogar para desafiar limites, testar liderança, sentir medo, realizar fantasias uma vez que quando jogamos podemos ser a personagem que quisermos e no fundo estamos mesmo é procurando experimentar novas sensações que nos desafiem.

A coincidência de ter acordado e ver pela janela essa inocente brincadeira infantil, foi muito interessante. Por quê? Porque no dia anterior tive a oportunidade de realizar uma fantasia através de um “jogo de adultos”. Depois de muita hesitação resolvi realizar a fantasia de transar com os olhos vendados!

Chegamos ao motel e depois de trocarmos beijos e carícias cheias de tesão, ele me conduziu até a cama e me vendou, minhas mãos não estavam presas e previamente havíamos combinado que eu não tiraria a venda. Como todo jogo esse também necessita de prévia combinação das regras a serem seguidas e fundamental que não sejam quebradas enquanto o jogo durar.

Na hora que senti a venda sendo delicadamente colocada por ele em meus olhos, sabia que estava prestes a explorar um mundo de sensações desconhecidas e excitantes, isso fez meu coração bater mais acelerado, causando a expectativa de não saber o que viria a seguir.

A primeira coisa que me lembro de ter feito foi procurar me localizar usando as mãos, tentava desesperadamente tocá-lo para saber onde ele estava, tentando quem sabe adivinhar seus próximos movimentos.

Ele, não me deixava tocá-lo, pois sabia que isso aumentaria o tesão do jogo. Senti primeiro suas mãos percorrendo provocativa e suavemente o meu corpo. Iam do meu rosto deslizando pelo pescoço, parando nos meus seios e acariciando demoradamente os meus mamilos deixando-os duros e eu completamente molhada! Era uma sensação maravilhosa. Suas mãos experientes no meu corpo, que sabem explorar os lugares que me dão mais prazer desciam em movimentos lentos, mas com uma intensidade de força que me provocava arrepios de prazer até chegar ao meu sexo, que esperava ansiosamente ser tocado, acariciado, chupado, penetrado, enfim queria tudo que ele mais do que ninguém sabia que me tava um puta tesão.

Nessa hora pedi:

- Me come! Quero sentir o seu pau dentro de mim!

Mas ele, “cruelmente” adiava esse prazer e continuava a me provocar, me chupando de leve, me acariciando com seus dedos e língua. Até que introduziu primeiro um dedo, depois o outro em minha vagina e eu gozei pela primeira vez naquela manhã que ficará marcada em minha memória como um dos melhores momentos que ele me proporcionou até agora!.

Enquanto isso continuava tentando alcançá-lo com minhas mãos e ele evitava, de repente senti que ele estava ajoelhado ao lado de minha cabeça, com suas mãos continuava a acariciar meu clitóris e ouvi:

- Chupa! Chupa o meu pau!

Estiquei a mão e segurei o seu pau, primeiro acariciei e depois comecei a chupá-lo. Já fiz isso incontáveis vezes com ele, mas dessa vez a sensação para mim era completamente diferente. Não podia vê-lo, ouvia a sua voz e obedecia ao seu comando, isso me proporcionava um misto de tesão e dúvida, não sabia o que ele poderia fazer!

Comecei a chupá-lo e como sempre faço, expus a sua glande, mas ele me fez parar dizendo:

- Não! Chupe sem fazer isso!

Engraçado que quando nos vemos privados de um sentido nosso cérebro reage a ordens sem contestar, por isso a confiança com quem estamos é tão fundamental. Chupei-o por pouco tempo, logo ele se afastou e ouvi seus passos pelo quarto, mas não sabia onde estava. Sem poder me localizar pelo tato, tentei fazê-lo usando a audição, realmente estarmos privados de um sentido aguça absurdamente os outros! Ouvi um barulho de água, logo deduzi que ele estivesse no banheiro, com a torneira aberta e tentava desesperadamente saber o que ele estava fazendo. O tempo que levei para ouvir os seus passos novamente no quarto deve ter sido pequenos, mas para mim parecia uma eternidade, tal era a minha expectativa!

Quando ele voltou pedi água, estava com a boca seca como ocorre quando ficamos muito excitados ou ansiosos. Ouvi seus passos se aproximando e ele delicadamente ergueu minha cabeça e encostou em minha boca o gargalo da garrafa de água, me ajudou a beber em pequenos goles, senti a água escorrendo pelo meu pescoço e delicadamente ele enxugou e ai percebi que havia escorrido pelo canto de minha boca, porque senti que ele suavemente enxugou minha boca e quando disse que estava satisfeita ouvi novamente seus passos agora em direção a beirada da cama. “Aguardei ansiosamente o próximo lance do jogo”, ai senti uma coisa macia e um pouco quente passando pelo meu corpo, parando no meu sexo, acariciando meu clitóris, sabia pela textura ser um toalha e como havia escutado o barulho de uma torneira sendo aberta, sabia que ela estava molhada com água gostosamente morna, a mesma sensação de calor que o corpo do outro nos transmite. Ele passou um tempo me acariciando com a tolha, depois subiu em direção aos meus mamilos e ai usando só a ponta da toalha os estimulava. Esse jogo levou algum tempo e novamente seus passos se afastaram e ouvi a torneira sendo aberta de novo. Não conseguia imaginar o que ele faria em seguida. Ouvi seus passos de volta e agora senti uma coisa mais áspera e fria percorrendo o meu corpo. Depois de algum tempo consegui reconhecer que era uma toalha também, só que dessa vez ele havia molhado com água fria! A sensação mudou totalmente, agora no lugar da maciez, havia uma certa aspereza e em vez as sensação morne e aconchegante havia a sensação de frio e estímulo de outros sentidos, tão prazerosos quanto a toalha aquecida, mais instigantes, mais desafiantes!!!

Em seguida senti passar pelo meu corpo alguma coisa macia e peluda, ele percorria minha nuca, minhas gostas, minha bunda, minhas pernas com aquilo que eu vagamente achava ser um pincel, imaginei um pincel de barba, era altamente excitante. Ele me virou de frente e passou a me acariciar com o “pincel de barba” nos seios fazendo movimentos circulares, deixando meus mamilos completamente duros, foi descendo pela barriga, até chegar ao meu sexo e ali começou a acariciar meu clitóris com aquele objeto macio e peludo. Não precisa dizer que estava implorando pelos seus dedos e língua dentro de mim!!!

Ele atendeu e passou a me acariciar meu clitóris cada vez mais rápido e introduzia seus dedos em movimentos ritmados que me levavam ao gozo cada vez mais intenso.

Novamente pedi:

- Vem! Me come com força! Quero sentir o seu pau!

Dessa vez ele concordou, me fez ficar de quatro e começou a me foder, primeiro de leve, me provocando colocando a cabeça do seu pau suavemente para sair em seguida. Ele sabe que isso me deixa morrendo de tesão! Mas o objetivo dele dessa vez era esse mesmo, fazer com que eu experimentasse um prazer que não conhecia.

Pedi para ficar por cima dele e usando meu tato e audição, pude localizar onde ele estava na cama, montei nele e começamos uma introdução lenta até que senti seu pau inteiro dentro de mim. Pedi para que ele me segurasse com força, gosto de sentir suas mãos na minha cintura, nas minhas costas, gosto da firmeza com que me segura. Ai nossos movimentos começaram a ficar mais rápidos e ele me chamava de sua puta enquanto dava palmadas em minhas nádegas! O som da sua voz, o ritmos cada vez mais rápido de nossos movimentos e suas mãos me segurando firmemente eram uma deliciosa combinação de sensações e ai para o gozo não se passou muito tempo. O quê senti? Um gozo diferente de todos que ele já me proporcionou, foi mais intenso, não intenso não é bem a palavra, completo, isso, completo, MARAVILHOSAMENTE completo!!!!!!!!!

Quando ele tirou a venda que cobria meus olhos, a sensação de voltar a ver foi prazerosa, mas o meu maior prazer naquele momento foi poder ver o rosto dele e perceber que ele estava feliz e ai descobri que o que imaginava ser um “pincel de barba” era na verdade um pincel, só que de maquiagem, de fato sem ver nossos sentidos às vezes nos enganam, isso é muito desafiador.

Perguntei a ele se da próxima vez poderia vendá-lo. Ele me disse que sim, mas como ele é muito dominador eu duvidei e ai ele disse que para ter certeza que ele estava concordando eu podia ficar com a venda. Fiquei e quando usar nele vou poder contar o que senti ao vendar um homem…..

59 opiniões sobre “De olhos bem vendados”

  1. Oi Claudia gostei muito do seu texto,nunca expierimentei a venda,e nunca vendei ninguem,queria saber qual é a sensação de ser vendado(a),e de vendar alguem?Queria que vc mandasse algumas fotos de pessoas usando uma venda.Por favor.

  2. O negócio é mais difícil do que parece! Quando não temos a chance nem de chegar muito perto, quanto mais vendar? Minha imaginação só consegue pensar em que talvez o "jogo" tenha regras que desconheço e quem pode não quer dizer quais são….

  3. Rodrigo, tenho certeza que você não precisa de mim para realizar a sua fantasia! Pelos comentários deixados aqui essa é uma fantasia que muitas mulheres tem, então vá a luta! rsss

  4. E ai Claudinha o que tá pegando? O Cirurgião tem chance? Desculpe cara mais acho que não, ela nem te respondeu rs Parece que entre você e ela ainda tem o tal de Eu Mesmo, acho que percebi um tom digamos sarcástico quando ele deixa algum recado para você, então, vai saber qual é a deles e se for pelo jeito você tá f* amigão….rs E eu tenho alguma chance? Prometo me deixar vendar, amarrar e tudo mais que você quiser. Dá o seu e-mail? Esse seu conto fala de uma das minhas maiores fantasias. Sacanagem Cláudia, deixar a gente com água na boca he-he-he

  5. É Eu Mesmo, sou persistente e "preciso" no uso de instrumentos e a "persistência e precisão" são armas muito poderosas. Ainda chego lá, confiança é Comigo Mesmo (rs)

  6. Oi Cláudia.

    Eu garanto que não sou "qualquer um", isso foi uma cantada e um convite. Aceita?

    Beijos

  7. Não sei Saulo sobre todas as mulheres, no meu caso tem que haver um escolhido, como falei é para mim uma situação de MUITA confiança, e isso não dá para ter com qualquer um rs

    Bj

  8. Eu Mesmo, obrigado pela resposta sincera. Nesse campo parece que tenho mesmo muito o que aprender, mas o bom é que estou tentando me informar sobre o que não sei. Valeu pelas dicas, vou tentar seguir. E Cláudia você não me respondeu, é só uma curiosidade sobre o assunto, na verdade queria saber se as mulheres que curtem isso fariam com outros homens ou só fazem com um escolhido?

    Abraços

  9. Caro Saulo.

    Tem um jeito ótimo de saber o que ela quer.

    Convers,. combine, conheça a mulher com quem voce esta saindo e, antes de mais nada, e mais importante, A RESPEITE.

    A maioria dos homens jovens esquece que o prazer da companheira é mais importante do que o nosso. Quando ela chega lá, ela providencia para que nós tambem cheguemos.

  10. Hoje fui apresentado a esse blog por uma amiga de trabalho e queria dizer que adorei. Adoro ler contos eróticos e por isso procuro o assunto, mas já li muita porcaria e fiquei feliz em descobrir um lugar que existe contos com qualidade como esse. Nossa! bateu fundo em mim essa história da venda, me fez lembrar um experiência nada boa com uma ex. acho que errei na dose de tudo e não entendi o que ela estava sentindo. Lendo o conto me deu uma visão mais clara do que pode sentir uma mulher nessa situação, foi um bom aprendizado desse universo feminino. Na verdade não entendi que ela estivesse me dando uma demonstração de carinho, achei que ela queria mais violência e ai foi muito ruim. Mas gostaria de saber da Cláudia se ela faria isso de novo (se é que fez de verdade) com outro homem. E aproveito para perguntar ao Eu Mesmo se ele se ele sabe me dizer como podemos saber exatamente o que uma mulher quer quando se deixa vendar? Estou perguntando para ele porque li algumas das respostas que ele deu e me pareceu bem sensatas e eu não tenho vergonha de adimitir que muitas vezes "meto o pé na jaca" por não saber em situações diferentes, como a venda o que de fato a mulher procura, tem algum jeito de saber? Ou ai só na intuição mesmo? Se der me respondam.

    Abraços

  11. Gostei muito do conto, devo confessar que tenho essa fantasia, mas o simples fato de me imaginar sem enxergar me dá a maior paura!! Fico pensando que estou totalmente a mercê do cara e ai não sei se ia rolar algum tesão, acho que o medo falaria mais alto. Mas pelo menos lendo pude me sentir realizando essa fantasia, que na verade não tenho coragem de fazer…. Parece que confiança no parceiro é fundamental e eu sinceramente ainda não cheguei ao ponto de confiar tanto em alguém. Quem sabe um dia apareça o cara certo?

    Bjos

  12. AD, é uma das minhas também. Mas você é homem ou mulher? Porque já temos pelo menos alguma coisa em comum, a fantasia. E se estiver sem candidato para realizá-la lembre de mim rárárá….

    Ah! Só vale se você for mulher ok?

    Deu para notar que sou um homem né?

    Beijo

  13. E ai Fê? Se não quiser dar uma chance para ele dá, mas dá mesmo para mim!!!1 Prometo que vou ser muito cuidadoso com os seu olhinhos, eles não vão "exergar" nada que não devam (rs)

  14. Sorte a do Marcelo!! Não consegui ainda convencer a Fê!!! Viu Fê, é bom. Dá uma chance!!!!!!!!!!!!!

    Beijão

  15. Machao, qual é a sua? A Dein respondeu para mim! Tá na secura cara? Parece que o seu papo não atraiu nenhuma gata por aqui, mas cara não perca as esperanças sempre tem uma afim, no trabalho por exemplo tem alagumas que adorariam te conhecer mais profundamente, e ai vai encarar? rss Ou o nick Machão é só para enganar??

    E Dein logo, logo vou te mandar um e-mail. Mas vamos ter que conversar muito porque eu não VOU MESMO me deixar dominar oK? Quem usa o chicote sou eu rssssssssss

  16. Olha ai Marcelo! Sentiu a responsabilidade, vai topar e levar a gata até as nuvens ou a brincadeira já foi suficiente? Qualquer coisa Camilinha me avise, não vou te decepcionar rsssss, como estamos na semana da Páscoa não devemos pecar e seria um imenso pecado negar prazer a quem pede….

    Té mais

  17. Antes de mais nada quero dizer que adorei o conto, o Marcelo que disse que sou muito conservadora em termos de sexo, leu junto comigo e ai o clima ficou bem quente entre nós, foi uma delícia!! Mas confesso que não fiquei com a venda até o final, teve uma hora que parei a bricadeira. Mas valeu mesmo! Agora da próxima vez prometi ficar com ela e ir até o fim, assim como no conto, esperar a hora para retirar. Faltou um pouco de coragem, ainda bem que ele entendeu e mostrou que posso confiar nele, quer dizer ainda não TÃO CEGAMENTE, mas tudo é uma questão de tempo. Não é mesmo? Vamos tentar de novo Marcelo????

    Beijão

  18. Olá Eu Mesmo.

    Obrigado pela resposta, tenho medo de usar cordas, acho que pode machucar muito e ai não ser legal. Vou tentar me informar mais sobre essa técnica, porque no fundo, no fundo cordas me dão o maior tesão. No mais penso que entendi que o que vale mesmo é a imaginação para usar o que se pode naquela hora. Então, tenho boas chances, imaginação é um dom que ainda bem sou bem dotado, como aliás de outros atributos também (rs). E Dein aguarde meu contato, mas também aviso que na cama quem MANDA sou eu e ai? Vai escarrar????? Já dei a dica sobre as cordas, pense bem se você tá afim de ser bem amarrada, porque não aceito reclamações posteriores (gargalhada)

    Até mais

  19. Oi Curiosa, nós só estamos te ajudando a usar a imaginação, coisa bem inocente rs O resto é com você, ele(a), eles(as). Opa. Vou parar por aqui antes que você ache que estou de dando mais idéias "pecaminosas" rsssss

    Beijos e aproveite as novas idéias!!!

  20. Sexypistol, o negócio é confundir e não esclarecer, o segredo de tudo é a dúvida! Gosta de jogo de esconde-esconde? Eu amo esse jogo rsssssssss

    Beijos

  21. Pausa para o almoço, dá para aproveitar e ver e escrever algumas sacanagens que ninguém é de ferro, a não ser o meu p* rs.Parece que os SM estão por ai, então perguntinha inocente: Quando rola tapas na bunda e a mulher vai ao delírio, isso é SM? Ou é muito light para os verdadeiros adeptos dessa modalidade de tara rsssssssss

    Abraços a todas

    Cláudia você não se sente "uma pecadora" por estar dando essas idéias ao povo???? rsssssssssss

  22. Um passo de cada vez né? Primeiro vou ter que CONFIAR MUUUUITO no cara, depois usar a venda e depois quem sabe esteja preparada para uma dorzinha de leve rs. Mas viu? Parece que uma coisa leva a outra mesmo! Já comecei a ter "outras" idéias. Que medo!!!

    Olha só Cláudia e Eu Mesmo o que estão fazendo comigo! rsssssssssss A se mamãe soubesse (gargalhada)

    Bj

  23. Sérgio, bela analogia! Penso da mesma forma, não é porque eu fumo cigarro que isso necessáriamente me leva a outras drogas. E o Eu Mesmo tem razão no caso do conto o uso da venda era só uma demonstração de carinho e confiança, MUITA CONFIANÇA!!! Mas Curiosa é isso mesmo, as regras de qualquer jogo devem ser estabelecidas antes de começar, assim podemos evitar surpresas desagradáveis, ou interromper o jogo se o parceiro quebrar as regras rss

    Beijos

  24. Obrigada Sérgio e Eu Mesmo pelas respostas. É que esse assunto de SM por ser meio tabu, não é muito comentado, ou assumido pelas pessoas, e nomalmente todo mundo diz que isso é uma perversão e um jogo MUITO perigoso e se a gente tem uma vontade de experimentar alguma coisa "diferente" é comum ser olhada com muita desconfiança ou pior o cara achar que pode sair batendo, machucando e tudo mais,então pinta uma insegurança rsss Bom, se um dia eu resolver experimentar a venda vou logo avisar que o meu negócio é só isso, no máximo gostaria de vendá-lo também, mas tudo com muita delicadeza. Dor tô fora (rs)

    Bj

  25. Oi Renato, voce vai me desculpar mas primeiros devemos atender as mulheres e a Curiosa pediu e uma resposta.

    Bom dia Curiosa, Não acho que uma coisa tenha, necessariamente, a ver com a outra. No caso que a Claudia relatou, acho que só havia carinho…

    Renato, tudo é valido, quando de comum acordo entre as partes. Voce perguntou se ja usei chicote, respondo que não, prefiro usar as mãos, quando é o caso de provocar dor. Ja usei corda, é muito bom, quando a mulher gosta.Quanto a outros acessorios, ja usei gelo, vibrador, dildo, como disse anteriormente, usa-se o que estiver a mão. Desde uma pena, que leva uma mulher a loucura, ate, como contou a Claudia, uma toalha.

  26. Olha Curiosa, não sei se tenho uma resposta para te dar. Penso que existem "jogos eróticos" e "jogos eróticos", para mim a venda é só uma forma de apimentar um pouco mais o sexo, não que isso signifique querer coisas mais violentas. Fazendo uma analogia: Não é porque eu goste de beber de vez em quando que eu seja um alcoolótra. Deu para entender? Mas como se diz popularmente "Cada um com seu cada um" e ninguém tem nada com isso rsss

    Então para mim, a venda não está necessáriamente ligada a desejos sadomasoquistas.

    Abracos

    B e Cláudia, muito bom nos fazer pensar!!!!

    Bj as duas

  27. Êta história interessante! Realmente nos faz pensar em nossas fantasias e que na maior parte das vezes nós não temos coragem de realizá-las, principalmente eu. Mas fiquei com uma dúvida ao ler os comentários, é a seguinte: Se deixar vendar ou usar uma venda em alguém significa que a pessoa é adepta de SM? Ou isso é só uma forma de esquentar uma transa? Se alguém puder me responder agradeço rs

    Bj

  28. Graças a Deus o plantão terminou. Ufa!!! Agora pude ler com calma o conto da Cláudia, gostei demais, haja imaginação garota, para escrever ou usá-la enquanto é vendada! Parabéns!

    Não sei se teria coragem para me deixar vendar, sou muito dominador para isso, gosto de manter o controle sempre, algumas mulheres já reclamaram dessa minha característica, dizem que isso as inibe. Mas quem sabe um dia, eu me deixe vendar, antes vou querer eu vendá-la!!! Depois de ler o conto fiquei pensando que posso dar esse prazer a uma mulher, então por que não? Só falta agora uma Cláudia para se deixar vendar e aproveitar o MÁXIMO rssss

  29. Olá rapaziada!

    Vou me inscrever na fila e olha que acho que tenho mais chances, porque o cara mais "experiente" daqui me deu algumas dicas, o Eu Mesmo, então ganhei pontos no jogo e posso pular algumas casas rsss Então Cláudia, como você é parece jostar de jogos e a dona dess me autoriza a pular casas e ser o primeiro da fila? Olha que tive uma pequena aula do Eu Mesmo por "aqui mesmo" rsssss

    Aguardo ansioso rsssssss

  30. Oh! Renato.

    Vamos organizar a fila? O primeiro a convidar a Cláudia fui eu, depois o Eu Mesmo, depois o Renan e você por enquanto é o último da fila. Então aguarde sua vez, se ela resolver fazer a fila andar ainda vai demorar para chegar a sua vez rs. Brincadeira a parte o texto é mesmo muito bom para pensar em nossas fantasias e na possibilidade ou não de realizá-las.

    Mas voltando a carga: E aí Cláudia vai me dar uma chance?

    (rs)

  31. Oi Cláudia obrigado pela resposta, ajudou a entender pelo menos oquê você pensa rs Só falta a resposta do Eu Mesmo. Aguardo

    Abraços

    P.S Cláudia e o seu e-mail ou telefone? rsss

  32. Gostei muito. Obrigada Cláudia. Puta tesão rsss. VONtADE DE FAZER!! Alguma garota se candidata? Pode ser você Cláudia, me manda seu e-mail?

    Beijos

  33. Renato, é o seguinte: Pessoas são diferentes, para algumas o medo pode ser fundamental, no meu caso particular preciso em qualquer tipo de relacionamento, ter cofiança com quem estou e numa situação como a descrita no conto, onde um dos sentidos é privado ai mesmo, que mais do que nunca existe para mim a necessidade de confiar! E quando confio não sinto medo. Acredito que o sentimento mais forte ai seja expectativa frente ao desconhecido e isso para mim aumenta o tesão. Mas pode ser que para algumas pessoas mulheres ou homens o MEDO seja fundamental. Como a Marcela medo me trava, me deixa tensa e ai o tesão já era rsss Espero ter respondido a sua pergunta de forma satisfatória.

    Bj

  34. ADOREI o conto!!! Tive um namorado que me vendou uma vez mas sinceramente não gostei, acho que não confiava muito nele, ai fiquei super tensa e acabei tirando a venda o que deu uma puta discussão entre nós, ele se sentiu muito ofendido, fazer o quê? Não pintou a confiança necessária e na hora H pulei fora mesmo. Mas depois de ler o conto estou pensando em dar uma nova oportunidade para experimentar a venda. Com outro namorado, é claro rss

  35. Antes de mais nada quero parabenizar a Cláudia belo belo conto, achei muito esclarecedor sobre como uma mulher pode se sentir nessa situação. Tenho uma curiosidade, aliás, uma não duas:

    1. Cláudia: O medo faz parte do jogo? Quero dizer a mulher precisa sentir medo?

    2. Eu Mesmo: Como você parece ser o mais experiente que falou até agora queria saber: Você usou de algum acessório tipo corda, chicote e outras coisas alguma vez?

    As perguntas são só retóricas, não sou nenhum sádico, quero dizer não muito rs Gosto de um sexo mais selvagem de vez em quando e sei que isso as vezes dá um certo medo em algumas mulheres, e normalmente isso dá um tesão maior, por isso a pergunta sobre o medo e algo que provoque essa sensação, imagino que com uma venda o medo seja maior. Estou certo?

    Abraços

  36. Nunca experimentei a venda nos olhos mas pela descrição realmente deve ser excitante não saber como, quando e onde vamos ser estimulados e ter todos os outros sentidos em alerta.

    Beijinhos amiga.

  37. Imaginação é a chave de tudo mesmo! Já fui vendada e dá mesmo para liberar toda a imagnação, por que não sei dizer, mas é quase como se você naquela hora fosse outra pessoa, quem sabe porque não está se vendo rsss Tentem pessoal, vale muito a pena!!

  38. Garotas, garotas, vocês que querem ser vendadas deveriam pedir o e-mail ou telefone do Eu Mesmo, pelo jeito ele está com tudo rss ou é um grande mentiroso, foi o único cara que disse que já fez isso com várias, repito várias mulheres! Cara dá para dar o telefone de pelo menos uma delas? Vai não seja tão egoísta, ajude os outros tão ansiosos para fazer isso só com "uma" rsss. Quem tem demais e não divide é um p* egoísta ou será só "vontade não realizada" tudo bem, se for isso eu entendo homens também tem muitas fantasias e nesse terreno também mentem muito rsssss

  39. Dá o seu telefone Dein ou pelo menos o seu e-mail rsss Garanto que sou um cara muito legal!!!

  40. Nossa, que legal o conto!

    Deu saudades das vezes que fiz com um "namoradinho". Vcs, que ainda não passaram pela situação, saibam que é gostoso demais ter um homem ali, preso, vendado, totalmente entregue à vc..hummm.

    Engraçado, conheço a sensação de fazer, mas tbém não conheço a sensação de passar pela situação. Qualquer dia vou acabar pedindo p/ que faça comigo..rss E aí, alguém quer me vendaR? rs

  41. além de toda essa louca "coisa" da falta que a visão nos faz, nosso principal sentido, mesmo com o aumento de sensibilidades dos restants, acho que cabe mencionar a entrega, confiança na parceira(o), submissao e o medo

    Perder o controle! isso me excita por demais…

  42. Me deu vontade de tentar, o duro vai ser ela querer. Ela é bem conservadora, mas quem sabe se der uma lida nesse conto ajude.

    Vou ler junto com ela e ver no que dá. Espero que dê rssssssssssssss

  43. Oi Eu Mesmo.

    Você quer ser vendado? Eu acho que vou adorar vendar um homem rsss

    Beijos

  44. Oi Sexypistol,

    Ja curti diversas vezes com varias mulheres. Assim como a foda, cada uma é diferente da outra. O prazer esta em ter o dominio das sensações da parceira. Ha que usar a imaginação para aproveitar o que estiver dispinivel no momento.

    Claudia, vamos tentar juntos?

    B, Beijos

  45. Amei!!! Mas ai ,ai, eu também nunca fiz isso. Não sei se teria coragem para tanto, sou muito "desconfiada" rs, diferente da Cláudia que parece gostar de se aventurar bem mais nesse "terreno da imaginação". Sorte dela, eu acho, e principalmente do "sortudo" que tem a chance de compartilhar com ela essas DELÍCIAS!!!

    Bj

  46. RAPAZ!!!! Obrigado pelo conto. A pausa para o meu café no trabalho ficou bem mais animada hoje rss. mas infelizmente sou mais um dos que gostariam de ter feito isso e ainda não conseguiram, que pena!! Queria saber se algum cara que tenha conseguido tal "proeza" poderia compartilhar com os curiosos como é vendar uma mulher? Qual a sensação? Pelo conto da Cláudia deu para perceber que para ela(s) é um p* tesão e para o "macho" rssssssss Como é? Algém ai se aventura a contar?

    Abraços

  47. É Dani, é bem por ai. Pode ser muito BOM, mas de fato não dá para aceitar menos que 100% de confiança. Sugestão: quando confiar 100% tente! O que vai rolar na hora e depois vai depender só da imaginação de "vocês mesmos" rsss

    Beijão

  48. Achei o conto muito delicado, deve ser difícil escrever sobre esse assunto meio tabu de uma foma tão delicada. Nunca tinha pensado sobre o significado dos "jogos infantis" e como realmente quando crescemos continuamos a jogar, só que de outras formas.Quanto a ser vendada confesso que tenho medo ou quem sabe não tenha aindo descoberto uma pessoa em quem possa confiar 100%, menos do que isso não dá né?

  49. Obrigado pelo conto, muito EXCITANTE rsss Sempre quis vendar uma mulher, mas ainda não consegui, não sei se ela teria coragem para se deixar vendar, mas agora que li a idéia de vendá-la ficou mais "forte" e então Fê vamos tentar? O fim de semana é longo e quem sabe eu consiga te convencer?

    Bj

  50. Oi Cláudia e B.

    Muito EXCITANTE!! Ainda não experimentei essa sensação, deve ser mesmo muito boa! Pelo menos o conto me passou isso e me deixou ansioso para tentar fazer. E ai Cláudia é só produto da sua imaginação mesmo? Se você já foi de fato vendada e como disse no conto não vendou ainda nenhum homem queria saber se foi por falta de oportunidade ou porque o "cara" não teve coragem para se deixar vendar? Nos dois casos estou a disposiçao para te dar esse PRAZER!!! Topa? rs

    Beijos

  51. Nunca experimentei, mas agora vc me deixou curioso. Tanto em ser o vedado como o que veda. Se algum dia rolar vou tentar lembrar de tb escrever as minhas impressões.

Os comentários estão encerrados.